“Estou sendo a vítima, sendo injustiçado”, diz acusado de estuprar duas meninas

Homem nega estupro e diz que está com a consciência limpa

Homem nega as acusações e diz que não há prova do estupro. Foto: Divulgação
Homem nega as acusações e diz que não há prova do estupro. Foto: Divulgação

Um homem foi preso acusado de estuprar duas meninas em Salvador. De acordo com a polícia, Paulo Alves, 45 anos, abusou de duas crianças, de 11 e 12 anos, e foi reconhecido pelas vítimas. Alves, aposentado devido a uma crise nervosa, nega as acusações e diz que está com a consciência limpa.

“Estou sendo a vítima, sendo injustiçado.”

Alves é acusado de levar uma das meninas para sua residência e ameaçá-la com uma faca. Na casa do acusado, a polícia encontrou vários tipos de arma branca e maconha. Em depoimento, o homem disse que tem hora que tem ataque de fúria e não sabe o que faz, mas Alves afirmou que as acusações são mentirosas e que não há prova do estupro.

“Juro por tudo que é mais sagrado, pelo nosso pai que está no céu, por esse ar que respiramos, pela água que bebemos, por essa saúde, juro pela minha visa. E se não acreditar em mim, me mate”.

O homem afirmou que quando foi preso pensou que era para averiguação por causa de um roubo a uma lotérica, pois estava jogando dama com um suspeito do crime e disse que ficou surpreso com as acusações de estupro.

“Estou há três anos sem mulher, mas não estou nessa necessidade toda de pegar e estuprar”.

De acordo com o policial, existe informação de outras vítimas, mas ainda não foram à delegacia para reconhecer o acusado.

Fonte: R7

Compartilhar: