Estratégia da campanha de Dilma é atacar Aécio e ignorar Marina

O movimento serve para minimizar o potencial de Marina e aproximar a presidente de setores dissidentes do PSB em solo gaúcho

Dilma Rousseff discursou para plateia no Hotel Plaza, centro de Porto Alegre. Foto: Divulgação
Dilma Rousseff discursou para plateia no Hotel Plaza, centro de Porto Alegre. Foto: Divulgação

A presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, deixou evidente durante sua passagem em Porto Alegre sua estratégia de colocar o senador tucano Aécio Neves (PSDB) como principal adversário na disputa pelo Planalto e ignorar a candidatura de Marina Silva (PSB). Segundo os responsáveis pela campanha de Dilma no Rio Grande do Sul, o movimento serve tanto para minimizar o potencial da ex-senadora do Acre como para aproximar a presidente de setores do PSB que, em solo gaúcho, já tem dissidentes.

Dilma se reuniu com prefeitos, vices, vereadores e lideranças de 13 siglas que apoiam sua candidatura no Estado (entre eles representantes do PSB e do DEM) no centro de eventos do Hotel Plaza, localizado no centro da capital gaúcha na manhã deste sábado. Durante o evento, ela voltou a fazer comparações entre as gestões petistas e as do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), com críticas fortes aos tucanos.

Fonte: Terra

Compartilhar: