Eterna seca

O ano de 2013 chega ao fim com os registros de uma das maiores secas da história no Brasil. Mas,…

O ano de 2013 chega ao fim com os registros de uma das maiores secas da história no Brasil. Mas, fazendo um balanço do que foi feito para enfrentar a situação, muito pouco saiu do papel e, em sua maioria, a maior parte dos projetos teve o objetivo apenas de amenizar a situação.

Ora, não é de hoje que grande parte do Nordeste brasileiro convive com a seca. Essa história não começou recentemente. Muito pelo contrário. É uma realidade persistente há décadas, sem que nenhum governante invista realmente em algum projeto capaz de combater o problema.

Aliás, até investiram, mas, mais uma vez, tudo ficou no meio do caminho e bilhões de reais foram consumidos por nada. Refiro-me a transposição do Rio São Francisco. Hoje, é quase impossível imaginar o que será da obra iniciada pelo ex-presidente Lula da Silva e mantida pela presidente Dilma Rousseff.

Mas, por outro lado, se as medidas capazes de resolver a questão não saem do papel, os últimos gestores têm sido mestres em investir no básico. Não é possível que nossos governantes acreditem que se combate a falta de água apenas com a instalação de cisternas ou construção de poços. Porque não buscar formas, na engenharia, de se transportar este líquido tão precioso para quem luta pela sobrevivência?

Aqui no Estado, na década de 90, o então governador Garibaldi Filho investiu em adutoras para combater este problema. Na época, foi glorificado pela população. Mas, faltou continuidade. O fato é que o povo não merece mais passar pela seca como se fosse algo normal, causado pela força do meio ambiente.

Qualquer nação do mundo que se vanglorie por estar entre as maiores economias do planeta, precisa ter a capacidade de vencer seus próprios desafios. A não ser, claro, que seja interessante manter a indústria da seca em pleno funcionamento, aquela mesma responsável pela eleição de vários políticos em troca de favores nada republicanos.

 

REPERCUSSÃO
Este colunista assina matéria publicada hoje pela Folha de São Paulo, sobre a onda de cassações da prefeita de Mossoró, Claudia Regina (DEM). Na semana passada, a democrata atingiu a décima derrota jurídica, mesmo assim permanece no cargo. É um recorde. Amanhã, o espaço principal desta coluna será dedicada ao assunto.

DISPOSIÇÃO
Internamente, já há no PSB a sensação de que a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, se prepara mesmo para uma nova disputa pelo governo do Estado, embora continue com sua preferência pelo Senado. A “guerreira” analisa que, para o Executivo, o fato de não haver candidato definido no PMDB pode lhe favorecer, enquanto para chegar ao cargo de senadora precisaria entrar em uma difícil batalha contra Fátima Bezerra.

DISPUTA ELEITORAL
No entanto, Wilma já teria confidenciado a seus aliados não temer o duelo com Fátima. Estaria disposta a disputar o cargo com a ex-aliada e acredita ter chances de vitória, principalmente devido a forma como é recebido em praticamente todos os municípios potiguares. Em tempo: a vice-prefeita planeja ter visitado todas as cidades do RN até março de 2014.

NOVA OPÇÃO
O deputado federal João Maia não trabalha neste sentido, nem pensava em tal possibilidade até pouco tempo atrás, mas, após o rompimento do seu PR com o governo Rosalba Ciarlini, pode acabar virando uma opção para o jogo eleitoral de 2014. Diante da demora do PMDB em escolher um nome, o republicano pode acabar sendo designado para a função, um antigo desejo que possui.

EM REDE NACIONAL
Afastada da Câmara Municipal por recomendação médica até o dia 10, a vereadora Amanda Gurgel voltará a brilhar hoje, em rede nacional. A parlamentar estará nos programas do PSTU de rádio e TV, e cobrará dos governantes mais atenção para com as vozes das ruas. Amanda dirá que nada mudou no país após tantos protestos.

EM BRASÍLIA
O Observatório da Educação da Câmara dos Deputados convidou o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) para compartilhar a experiência de formação de leitores implementada junto às escolas públicas do RN. O evento será realizado amanhã durante o ”Seminário Nacional do Observatório da Educação da Câmara dos Deputados”. O IDE será representado por Cláudia Santa Rosa, diretora executiva do órgão.

TIRO AO ALVO
Há realmente algo de errado com o governo Rosalba Ciarlini. Onde já se viu uma gestora, com a responsabilidade de retirar o Estado do caos em que se encontra, ir para a inauguração de um simulador de tiros destinado ao treinamento dos policiais potiguares? Pior, anunciar o novo equipamento como se fosse algo de outro mundo. Salve-se quem puder.

DESTAQUES
Ex-jogador do Alecrim na histórica campanha de acesso a série C, o meia Chapinha está valorizado no mercado. Destaque na campanha surpreendente do Icasa (CE), que por pouco não conseguiu o acesso a elite do futebol brasileiro, o atleta recebeu alta proposta do Nacional (AM). O clube de Manaus será treinado em 2014 pelo técnico Diá, o mesmo que liderou o Alecrim na série D de 2009.

GIRA MUNDO

O portal Uol destacou hoje pela manhã que apenas Natal e Manaus, entre todas as cidades sedes da Copa do Mundo de 2014, ainda não entregaram nenhuma das obras prometidas para o evento ainda em 2010. Natal propôs oito intervenções, com custo estimado de R$ 1,5 bilhão. A construção da Arena das Dunas está em andamento e tem previsão de entrega mantida para dezembro. O Terminal Marítimo de Natal e o aeroporto de São Gonçalo do Amarante também devem ficar prontos no início do ano.

Compartilhar: