Ex-gerente do Fluminense ironiza Fred após protesto: “Quer boa vida sem jogar?”

Jogador ameaçou organizar protesto com os demais jogadores do Fluminense

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um dia após Fred ameaçar comandar uma iniciativa com os companheiros para não entrar em campo caso o time não tenha garantias de segurança, o ex-gerente geral do Fluminense Jackson Vasconcelos se manifestou em tom irônico em relação à atitude do camisa 9. Em sua página no Twitter, ele publicou uma foto de Fred na praia, destacou o alto salário e citou a cobrança como um preço a ser pago pelos jogadores de futebol.

“O que ele quer? Ótimo salário, boa vida, não jogar, ser homenageado e não ser cobrado”, escreveu o ex-dirigente.

Na chegada ao Rio após a derrota para a Chapecoense, o time do Fluminense foi xingado e acuado no aeroporto. Aos gritos de “mercenários”, um dos atletas ainda teve o carro depredado.

Jackson Vasconcelos teve tumultuada saída do Fluminense há cerca de quinze dias. O antigo assessor do presidente Peter Siemsen teve seu nome envolvido em polêmica e foi cobrado por sócios e conselheiros. Julio Brant, candidato a presidente do Vasco, revelou ter pedido ajuda de Jackson em sua campanha no Cruz-Maltino, o que aumentou a pressão pela demissão do dirigente.

Após ter o desligamento anunciado, Jackson quebrou o silêncio e disse que o processo já vinha acontecendo e que foi “hilariante” a forma como tudo foi tratado. O ex-dirigente tricolor pretende lançar um livro sua sua passagem pelas Laranjeiras.

Fonte: globo.com

Compartilhar: