Ex-lutador do UFC fala de perda de memória: “Não lembro de anteontem”

Polonês Krzysztof Soszynski confirma aposentadoria do MMA após sofrer nocautes e relata falhas de memória de curto prazo como efeito da carreira

Krzysztof Soszynski na pesagem para uma de suas últimas lutas pelo UFC (Foto: Divulgação/UFC)
Krzysztof Soszynski na pesagem para uma de suas últimas lutas pelo UFC (Foto: Divulgação/UFC)

Fãs de MMA que por acaso tenham assistido aos filmes “Professor Peso Pesado” e “Tapped”, ambos repletos de referências às artes marciais, certamente reconheceram um de seus atores principais, o polonês naturalizado canadense Krzysztof Soszynski, e se perguntaram por que não o veem competir no esporte desde 2011. O “Experimento Polonês”, como era apelidado, se aposentou após sua derrota para Igor Pokrajac, em dezembro daquele ano. Em entrevista ao programa de TV americano “Inside MMA” na noite de sexta-feira, Soszynski confirmou seu afastamento e afirmou sentir no cérebro os efeitos mais duros de seus dias de lutador.

“Eu não me lembro do que fiz na quarta-feira. Posso dizer a vocês agora que não lembro de quarta-feira. E isso foi há dois dias. Não lembro o que fiz. (…) Ontem, eu falei com minha esposa, e hoje eu provavelmente vou fazer as mesmas perguntas que fiz ontem, porque não lembro das respostas a essas perguntas”, afirmou o lutador.

Tudo começou para Soszynski com o nocaute sofrido nas mãos de Pokrajac, no UFC 140, há quase três anos. Foi sua 12ª derrota em 11 anos de carreira no MMA, oito desses anos como profissional, mas, apesar de já ter sofrido cinco nocautes técnicos até então, foi a primeira vez que seu cérebro “apagou” durante um combate.

“Meu cérebro não acordou por provavelmente 40 minutos até depois da luta. Há uma entrevista no vlog do Dana White (presidente do UFC), eu estou dando uma entrevista, e não lembro de nada disso. Apenas lembro de andar para o octógono, lembro de entrar no octógono, lembro de acordar; já estava vestido e tinha tomado um banho e tudo, e tenho o Joe Silva (matchmaker do UFC) me dizendo que tudo vai ficar OK e que eles já estavam prontos para me levar ao hospital para fazer minha tomografia computadorizada, como o UFC sempre faz quando um lutador é nocauteado”, contou.

Soszynski ainda tentou retornar ao MMA em 2012, após seis meses parado, e teve uma luta marcada pelo UFC, mas um incidente em seu primeiro treino de sparring pós-nocaute o levou a decidir pela aposentadoria.

“Na minha primeira sessão de treinos, fiz sparring com este pequeno peso-leve. Ele me acertou no queixo uma vez, e meu cérebro literalmente disse, “Chega”,relatou o polonês.

O lutador disse que, na época, tinha problemas até em contar de trás para frente de 20 a 1 e esquecia palavras. Desde então, vem fazendo o possível para melhorar sua memória e o rendimento de seu cérebro. Ele contou ter parado de ver televisão e começado a ler mais, e também tem conversado com lutadores saídos de nocautes ou concussões sérias, como Mark Muñoz e TJ Grant.

“Quero garantir que esses caras entendam que não é uma piada, é duro. Se você sente que sua cabeça está te dizendo algo, ouça. (Meu cérebro) Não está piorando, mas não está melhorando nem um pouco. (…) A coisa boa é que não sofro nenhuma tontura, não tive nenhuma perda de memória a longo prazo ou algo assim. Mas são as coisas pequenas que você não dá valor (que você sente falta e são afetadas)”, disse.

Krzysztof Soszynski compilou 26 vitórias, 12 derrotas e um empate em sua carreira no MMA. Ele integrou a oitava temporada do reality show The Ultimate Fighter, e, além do UFC, fez lutas por organizações como IFL e Strikeforce.

Fonte: Globo.com

Compartilhar: