Ex-médico da Fórmula 1 faz alerta para fãs de Schumi: “momento de se despedir”

Para Gary Hartstein, falta de informações sobre quadro do piloto é estratégia de mídia da família

grgregergeg

O ex-médico da Fórmula 1, Gary Hartstein, utilizou seu blog para falar sobre o estado do piloto Michael Schumacher, que sofreu um acidente enquanto esquiava em dezembro do ano passado e segue em coma. Sem notícias do estado de saúde do alemão, Gary, que foi médico-chefe da maior categoria de automobilismo entre 2005 e 2012, afirmou que os fãs devem aproveitar o momento para se despedir do Michael.

“Eu sempre soube que Michael era adorado. Passei anos em circuitos tomados pela cor vermelha de bonés, bandeiras e camisetas da Ferrari. Ainda estou sensibilizado pela persistência do amor de seus fãs para ele. E, enquanto ficava preocupado sobre o que vai acontecer quando, e se, as notícias muito ruins forem anunciadas, percebi que a falta de atualizações no quadro clínico também pode ser uma chance para começarmos a nos despedir dele. E acho que este é o “benefício” inesperado da estratégia de mídia escolhida pela família de Michael. De alguma forma, acho que os fãs vão ficar bem, porque eles estão tendo tempo para processar tudo isso”, afirmou Hartstein em sua página.

O último comunicado oficial da assessoria de Michael Schumacher aconteceu no dia 12 de março. Segundo Sabine Kehm, porta-voz de Schumi, o piloto apresentava sinais de que iria acordoar do coma e que a família do alemão estava confiante.

 

Fonte: Correio 24h

Compartilhar:
    Publicidade