Ex-prefeito ataca vereador com mordidas e promete matá-lo no Interior do RN

Após queixa e exame de corpo delito, os crimes agora serão acompanhado pela Polícia Civil de Apodi

Vereador Ubiracy Pascoal levou mordida na testa. Foto: Divulgação
Vereador Ubiracy Pascoal levou mordida na testa. Foto: Divulgação

O ex-vereador e ex-prefeito interino Reginaldo Luciano da Costa, de Felipe Guerra, atacou violentamente o vereador Francisco Ubiracy Feitosa Pascoal, do PR, no centro da cidade de Felipe Guerra, por volta das 11h desta segunda-feira, 2 de junho.

Reginaldo Luciano disse que Ubiracy não saísse de casa, pois se assim acontecesse ele iria matá-lo com dois tiros. Ubiracy registrou queixa na Delegacia de Apodi e fez exames de corpo delito no Hospital Regional Hélio Morais Marinho, da mesma cidade.

10329193_529093070549764_5132803292533040414_n

As testemunhas contaram que Reginaldo Luciano ficou irritado quando recebeu o ofício da Câmara Municipal de Felipe Guerra solicitando a prestação de contas do período em que ficou como prefeito interino na Prefeitura Municipal. Acreditava que havia sido denúncia de Ubiracy.

Neste caso, o presidente da Câmara Municipal, vereador Salomão Gomes de Oliveira, do PR, disse que recebeu há poucas semanas um ofício do Tribunal de Contas do Estado solicitando, com urgência, a prestação de contas de 2006 a 2013.

Como neste intervalo a Prefeitura foi administrada por Brás Costa e interinamente por Reginaldo Luciano. Diante disto, enviou ofício aos dois solicitando a documentação para repassar ao TCE, conforme foi exigido pela corte. Reginaldo não gostou.

Por volta das 11h desta segunda-feira, 2, Reginaldo Luciano foi tirar satisfações com Ubiracy Pascoal na porta da Câmara. “Ele primeiro me desacatou e disse muitos nomes feios. Depois jogou o capacete em mim e se agarrou comigo, me mordendo na testa”, relata Ubiracy.

Os demais vereadores que testemunharam as agressões separaram os dois. Antes de ir embora para casa, Reginaldo Luciano teria dito que ia matar Ubiracy Pascoal com dois tiros, caso ele saísse de casa hoje. “Já registrei queixa e fiz exames de corpo delito”, diz Ubiracy.

O caso será investigado em inquérito policial conduzido pelo delegado Renato Oliveira. O De Fato.com não conseguiu localizar o ex-vereador Reginaldo Luciano para ele comentar os fatos. O presidente da Câmara, Salomão Gomes, lamentou o ocorrido.

 

Fonte: Jornal de Fato

Compartilhar: