Leão critica Osvaldo: “dava mais importância ao pastor dele do que ao treinador”

Em passagem por Fortaleza para o 2º Encontro de Treinadores de Futebol, Emerson também afirmou que o atacante se iludiu com boa fase inicial

Segundo Leão, Oswaldo precisa saber concluir as jogadas. Foto:Divulgação
Para Leão, Oswaldo precisa saber concluir as jogadas. Foto:Divulgação

Conhecido por ser linha dura, Emerson Leão passou por Fortaleza nesta sexta (13) e também deixou suas conhecidas frases de efeito. O técnico veio à capital cearense para um evento de treinadores de futebol. Questionado sobre Osvaldo, seu antigo comandado e nascido na cidade, Leão não o poupou das críticas.

“Ele dava mais importância ao pastor dele do que o treinador. Perdeu a condição de qualquer coisa do que se possa imaginar. Significa que ele está em uma lista de descartáveis. Tem qualidade? Claro que tem. Mas ele começa bem 100 jogadas e termina 30. Ele precisa terminar as jogadas”, comentou Leão.

O técnico o comandou na temporada de 2012 e não deu tantas oportunidades ao jogador, que segundo o próprio Leão, já chegou no São Paulo iludido pelo que tinha feito no Ceará.

O treinador também lembrou que teve interesse na contratação de Osvaldo quando ele ainda era reserva no Vovô. Chegou até a conversar com o Estevam Soares, comandante do Ceará na época.

Outro cearense

Emerson Leão também falou sobre outro cearense, que também foi seu comandado na cidade de São Paulo. O lateral Amaral,hoje no Fortaleza  atualmente com 26 anos, foi atleta do Palmeiras há seis anos atrás.

“O Amaral era um garoto muito humilde, muito tímido, despreparado para enfrentar a barra de um Palmeiras em uma cidade chamada São Paulo. Então, ele não conseguiu repetir com a mesma eficiência o que ocorria em um lugar (Fortaleza) que era dele”, explicou o técnico.

Fonte:UOL

Compartilhar: