Executiva perde contrato com empresa por tatuagem de borboleta no pé

A empresa não é contra tatuagens, mas tem uma regra de que elas não podem ser visíveis

Jo Perkins, 38 anos, recusou-se a usar meias com roupa social para cobrir a tatuagem no pé. Foto: Divulgação
Jo Perkins, 38 anos, recusou-se a usar meias com roupa social para cobrir a tatuagem no pé. Foto: Divulgação

Uma executiva de 38 anos afirmou ter sido demitida por causa de uma tatuagem no pé, segundo informa nesta quinta-feira o jornal Daily Mail.

Jo Perkins começou a trabalhar no grupo Salisbury no começo do ano e teve o contrato rescindido cinco meses depois, com a justificativa de que ela não conseguia cobrir o desenho de uma borboleta no pé.

De acordo com o diretor-executivo da Salisbury, Ed Swales, a empresa não é contra tatuagens, mas tem uma regra de que elas não podem ser visíveis. “Essa política foi adotada para garantir que nossos funcionários projetem a imagem profissional que queremos aos clientes”, explicou ao jornal britânico.

Para Jo Perkins, a única maneira de cobrir sua tatuagem seria usando meias. “Sou uma mulher de negócios e uso vestidos no trabalho. Isso me faria parecer idiota”, alegou. Ela cogita processar a empresa por discriminação.

Fonte: Terra

Compartilhar: