Exportações de sal do Porto Ilha cresceram 183% no mês de abril

No registro foram contabilizadas 51.950 toneladas em abril de 2013 e 147.100 toneladas no mesmo mês de 2014

Porto-Ilha-Foto-Alex-Viana

O Terminal Salineiro de Areia Branca, que é administrado pela Companhia Docas do RN (Codern), continua registrando bons índices de crescimento nas exportações de sal em 2014. Após anunciar variação positiva no primeiro bimestre deste ano em relação a 2013, de 38,69% em janeiro e de 2,08% em fevereiro, agora, no mesmo comparativo, mas relativo ao mês de abril, tem-se um crescimento de 183% entre os dois anos. No registro foram contabilizadas 51.950 toneladas em abril de 2013 e 147.100 toneladas no mesmo mês de 2014.

Já no mês de março deste ano a Codern também contabilizou alta nas exportações em comparação com o ano anterior. Enquanto em 2013 foram exportadas 85 mil toneladas, em 2014 foram 86.820. No acumulado até março de 2013 foram exportadas 297.350 toneladas, já no acumulado até março deste ano o número subiu para 341.624 toneladas, o que se traduz em um crescimento de 15%.

Ainda no acumulado, mas agora no mês de abril, em 2013 foram computadas 349.300 toneladas exportadas, número que subiu para 488.724 neste ano, o que significa um acréscimo de 40%.

De acordo com o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, o crescimento se deu em decorrência das poucas chuvas registradas no período, além da retomada da confiança do mercado exterior na produção de sal do Rio Grande do Norte, que tem condições de suprir a demanda externa. “Nos últimos anos as empresas do Rio Grande do Norte vêm conquistando o mercado externo, isso de deve à maior confiança do mercado na indústria. Também estão deixando de comprar o sal do Chile optando pelo nosso sal”, explica o presidente da Codern. E acrescenta: “A falta de chuvas também facilita a produção de sal, pois em anos anteriores nós tivemos baixas na produção devido aos altos índices pluviométricos”.

O diretor da empresa Salinor, Aírton Torres, concorda com o presidente da Codern e acrescenta que a indústria local está reconquistando o mercado externo que havia perdido em anos anteriores, devido às baixas na produção em decorrência das chuvas. Segundo ele, com a normalização da produção, a indústria retomou as condições de suprir a demanda externa, além da interna, o que contribuiu para o aumento nas exportações.

“Agora nós estamos em um processo de crescimento, porque a produção está voltando ao normal. As muitas chuvas nos anos de 2008, 2009 e 2011 afetaram a produção e nós passamos a dispor de sal que era suficiente para atender somente ao mercado interno. Agora a produção está se normalizando e nós estamos retomando esse mercado externo”, explica Aírton Torres.

A previsão da Codern para as exportações do mês de maio é de atingir 616.724 toneladas. O Terminal apresentou, até o dia 14 deste mês, um volume de embarques que atingiu 526.724 toneladas. Até 31 de maio a pretensão é que sejam embarcadas mais 90 mil toneladas.

Compartilhar:
    Publicidade