Fabricantes de celular se comprometem a lançar mais recursos antirroubo

A ferramenta também prevê que o usuário possa reativar o aparelho depois, caso ele o encontre ou o recupere

5YH54Y54Y45YNo que depender das grandes fabricantes de celulares e das empresas que desenvolvem os principais sistemas operacionais móveis do mercado, a partir da metade de 2015, ficará mais difícil roubar smartphones. É o que define um tratado assinado pelas empresas, que se comprometem a incluir mais recursos contra roubo nos aparelhos.

O acordo foi anunciado na última terça-feira, segundo o Re/code. Ele tem o apoio das principais operadoras de celular dos EUA, mas também tem a assinatura de Apple, Google, Microsoft, Nokia, Motorola, Samsung, Huawei e HTC.

Nos Estados Unidos, várias cidades e estados cobram das fabricantes medidas mais fortes para acabar com a “epidemia” do roubo de smartphones. Agora as empresas se comprometem a reforçar a segurança dos aparelhos.

Com o acordo, as companhias se comprometem a incluir recursos que permitam ao usuário bloquear e limpar o aparelho remotamente caso ele decida assim. A intenção é evitar que o aparelho seja reativado sem a permissão do dono, o que impossibilitaria sua revenda em caso de furto ou assalto. A ferramenta também prevê que o usuário possa reativar o aparelho depois, caso ele o encontre ou o recupere.

Alguns celulares já têm ferramentas assim. O iOS 7 da Apple tem esta ferramenta já nativa, impedindo que o aparelho seja ativado mesmo depois de um “reset”. Tanto o Windows Phone quanto o Android também tem ferramentas parecidas, que permitem a limpeza remota do celular, tornando seu uso inviável.

 

Fonte: Olhar Digital

Compartilhar: