Fabrício e Maicon trocam socos e ofensas durante treino do São Paulo

Técnico Muricy Ramalho minimizou a confusão no gramado, mas disse que irá conversar com os atletas no momento certo

Fabrício(foto) e Maicon trocaram socos hoje pela manhã durante treino. Foto:Divulgação
Fabrício(foto) e Maicon trocaram socos hoje pela manhã durante treino. Foto:Divulgação

Uma disputa de bola quase resultou em briga, durante treino do São Paulo, na manhã desta sexta-feira, dois dias depois da eliminação no Campeonato Paulista. O volante Fabrício e o meia Maicon trocaram tapas e ofensas e só não levaram o bate-boca adiante porque foram separados por outros jogadores em campo.

Tudo começou quando Fabrício se antecipou, passou a proteger a bola de costas, a poucos metros da lateral, e teve o braço puxado por Maicon. O volante fechou o punho e deu um soco na mão para se desvencilhar, e eles então passaram a discutir, insultando um ao outro.

“Vai se f…”, começou Fabrício. “Vai se f…, você”, Maicon respondeu, enquanto caminhava para outro lado. “Tu é perna pra c…”, continuou Fabrício. “O quê? O quê? Nunca te desrespeitei, rapaz. Vai tomar no seu c…”, falou o meia, virando-se novamente de frente para o volante. “O que eu te fiz?”, encarou Fabrício, indo de encontro a Maicon. “Você me deu um soco. Chega dando porrada nos outros por trás”, ouviu o volante.

Antes que os dois pudessem, de fato, brigar, os jogadores que estavam ao redor trataram de contê-los. Lucas Silva tranquilizou Fabrício, enquanto Antônio Carlos, companheiro de Maicon na atividade que contava com 15 atletas de cada lado, segurou o meia. Do outro lado do campo, o técnico Muricy Ramalho também pediu para que eles se acalmassem e deu continuidade ao trabalho.

Nos minutos seguintes, os dois voltaram a ter contato em alguns lances, mas sem nenhum problema. Ao final do treino, Fabrício cumprimentou o companheiro com um tapa nas costas. Eles conversaram por algum tempo e deixaram o gramado rumo à parte interna do CT da Barra Funda, juntamente com o restante do elenco.

Muricy minimiza briga, mas fala em conversa no futuro

Fabrício e Maicon não serão cobrados, pelo menos agora, pelo técnico Muricy Ramalho pelo entrevero que tiveram em campo, na manhã desta sexta-feira. “Ninguém esquece nada, meu filho. Só tenho cara de bobo, só. Na hora certa, a gente conversa”, disse, com sorriso de canto de boca.

Muricy foi um dos que pediu calma aos atletas para o treino continuasse e minimizou a confusão em campo. “É coisa do futebol mesmo, de pegada. O treino é intenso, a gente entende. Quando eu jogava, também já aconteceu comigo. É duro, é contato. Às vezes, o jogador está em um dia ruim, e acontece. Não tem problema nenhum”, avalia o treinador.

Não é a primeira vez que Maicon chega mais firme durante um treino no São Paulo. Queridinho de Muricy Ramalho – o treinador já disse que, enquanto fizer parte do grupo, ele será titular -, o meia já teve dividida semelhante com Osvaldo, no mês passado, porém o atacante não revidou nem discutiu.

Eliminado nas quartas de final da competição estadual, o time tem compromisso apenas em 9 de abril, pela partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil, contra o CSA, no Morumbi. No jogo de ida, a equipe venceu por 1 a 0, em Maceió.

Fonte:Terra

Compartilhar: