Falta de bom senso atrapalha caminhada próximo ao Parque das Dunas

Motoristas estacionam seus carros em áreas proibidas na avenida Alexandrino de Alencar

Foto: José Aldenir
Foto: José Aldenir

Carolina Souza

acw.souza@gmail.com

O desrespeito dos condutores à sinalização e às leis de trânsito vem gerando uma série de transtornos para quem circula pela Avenida Alexandrino de Alencar, nas proximidades do Parque das Dunas. O grande número de carros estacionados irregularmente nas faixas reservadas para caminhada, nas vagas para portadores de deficiência física e até mesmo obstruindo retornos começam a preocupar os que trafegam corretamente pela via.

Motoristas mau educados estacionam no retorno na avenida, prejudicando o tráfego. Foto: Léo Carioca
Motoristas mau educados estacionam no retorno na avenida, prejudicando o tráfego. Foto: Léo Carioca

O problema parece evidenciar uma questão de ignorância e falta de bom senso de boa parte dos motoristas que, a despeito das inúmeras ações educativas já realizadas e da intensa sinalização ao longo da via, continuam cometendo infrações. Porém, o que chega a impressionar é que as mesmas pessoas que utilizam a avenida para prática esportiva, como o cooper, também cometem as infrações.

Foto: José Aldenir
Foto: José Aldenir

Na manhã desta segunda-feira (30), a reportagem d’O Jornal de Hoje se deslocou até o local para averiguar a movimentação na área nas primeiras horas da manhã. As poucas pessoas que estavam utilizando a faixa reservada para caminhadas tinham que desviar dos carros estacionados, invadindo o trecho liberado para tráfego de veículos.

Um casal que se preparava para iniciar a corrida, ao ser informado sobre a motivação da reportagem, não quis dar entrevista e saiu em retirada. Ao se afastar da repórter, a mulher acionou o alarme do carro, estacionado na faixa que deveria estar livre para pessoas com o mesmo objetivo que ela.

Várias situações presenciadas por pessoas que trabalham na localidade demonstram que o público frequentador conhece as regras, mas simplesmente opta por desrespeitá-las. Quando há algum evento no Parque das Dunas, o problema toma uma proporção bem maior, pois fica carro estacionado em tudo quanto é canto, impedindo o fluxo dos veículos que estão só de passagem.

Segundo a Semob, a fiscalização de guardas de trânsito ocorre apenas no período da tarde. Foto: Léo Carioca
Segundo a Semob, a fiscalização de guardas de trânsito ocorre apenas no período da tarde. Foto: Léo Carioca

O Jornal de Hoje entrou em contato com o inspetor de Trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Carlos Eugênio, que por sua vez confirmou conhecimento do problema. Segundo ele, muitas multas já foram aplicadas no local como forma de punição aos infratores. Entretanto, questionado sobre como funciona o sistema de fiscalização da área, ele informou que os guardas de trânsito só atuam no período da tarde.

“Estamos diariamente com fiscais de trânsito no local, a partir das 16h. Colocamos cones nas áreas sinalizadas, de modo a impedir os estacionamentos irregulares”, disse. “Mas pela manhã não temos agentes trabalhando no local, pois a movimentação de pessoas é maior à tarde. Como não costumamos receber reclamações sobre as primeiras horas do dia, disponibilizamos nosso efetivo nos horários em que apresentam mais problemas”, afirmou.

Compartilhar:
    • Ramon Davi

      Isso é o que se chama de alguém que “tem o rei na barriga” e não pode estacionar o carro alguns metros mais à frente.
      Alô Semob, tem um bar na av. Ayrton Senna próximo à entrada do Serrambi que os carros estacionam na ciclovia (uma das pouquíssimas que temos na cidade).
      Em toda parte tem gente sem noção que adora atrapalhar o direito de ir e vir das pessoas… Santa ignorância!!!

    • Lenilton Guarani Kaiowá

      Infelizmente essa problema ocorre em outras áreas usas por moradores para as caminhadas, no Bairro de Candelária um dos locais mais utilizado é o calçadão que fica no entorno o reservatório da CAERN e Delegacia de Policia.

      A calçada em frente da delegacia virou estacionamento, e é tubulizado principalmente por Viaturas Policiais.

      Os carros de passeio e viaturas impedem a passagem forçando os que caminham a arriscarem a sua segurança na movimentada Av. Prudente de Morais.