Familiares ouvem “sinal de chamada” ao ligar para celular de passageiros do voo

Parentes reivindicam que as autoridades tentem procurar o local dos aparelhos usando GPS

Ao todo, 19 famílias assinaram um depoimento dizendo que os celulares de seus parentes estavam ligados. Foto:Divulgação
Ao todo, 19 famílias assinaram um depoimento dizendo que os celulares de seus parentes estavam ligados. Foto:Divulgação

O desaparecimento do voo da Malaysia Airlines, no sábado (8), com 239 pessoas a bordo, continua a ser um mistério. Familiares dos passageiros e tripulantes do avião disseram à mídia chinesa que tentaram contatar seu parentes por meio de seus telefones celulares e que conseguiram ouvir o sinal da chamada.

Segundo eles, os telefones tocaram, mas nenhum obteve resposta.

De acordo com o jornal britânico International Business Times, a irmã de um passageiro chegou a ligar para ele ao vivo em um programa de televisão local.

“Esta manhã (…) eu liguei para o meu irmão mais velho duas vezes e pude ouvir o sinal de chamada”, disse Bian Liangwei.

“Se eu tentar de novo, a polícia pode localizar a posição e existe a possibilidade de ele ainda estar vivo”.

Bian e outros parentes dos passageiros da Malaysia Airlines querem que as autoridades tentem procurar o local dos celulares usando GPS. Porém, o porta-voz da companhia aérea, Ignatius Ong, disse que um dos números que foram passados à companhia caiu na caixa postal.

Ao todo, 19 famílias assinaram um depoimento dizendo que os celulares de seus parentes estavam ligados, mas que as ligações foram terminadas, segundo a imprensa local.

Eles acusaram a Malaysia Airlines de não responder às suas perguntas e pediram que revele qualquer informação que pode estar sendo escondida.

A China anunciou nesta segunda-feira (10) que está usando satélites em órbita para achar a localização do avião, que tinha 239 pessoas a bordo.

Foto:R7

Compartilhar: