Fátima Bezerra sobre o apoio de Carlos Eduardo ao PT: “Dilma e Lula ficarão felizes”

Deputada federal do PT conversa hoje com prefeito do PDT sobre apoio à chapa Robinson/Fátima

Políticos potiguares estiveram presentes na solenidade oficial, onde Dilma anunciou a destinação de recursos do PAC 2 para Natal. Foto: Divulgação
Políticos potiguares estiveram presentes na solenidade oficial, onde Dilma anunciou a destinação de recursos do PAC 2 para Natal. Foto: Divulgação

Alex Viana

Repórter de Política

No dia em que o pré-candidato do PSD a governador do Estado, vice-governador Robinson Faria, e a deputada federal Fátima Bezerra, pré-candidata do PT ao Senado, se reunirão com o presidente do PDT, prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, para discutir aliança política, coube à petista anunciar que a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “vão ficar felizes” em contar com o apoio do prefeito ao palanque do PT no Rio Grande do Norte, com Robinson para governador e Fátima para o Senado.

Carlos Eduardo receberá Robinson e Fátima às 18h30 desta sexta-feira para um encontro e um diálogo conjunto sobre a possibilidade de aliança entre as três legendas, com vistas à formação de um palanque eleitoral para as eleições deste ano. Ontem, Carlos esteve com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, durante o anúncio de mais de R$ 500 milhões em obras para Natal. “Há um carinho do governo federal e da presidenta Dilma pelo prefeito. Uma coisa eu posso dizer: Não só a presidenta, mas também o presidente Lula e a direção nacional do PT vão ficar muito felizes se Carlos Eduardo e o PDT apoiarem a candidatura da deputada Fátima Bezerra ao Senado”, afirmou a petista, durante entrevista esta manhã ao “Jornal da Cidade”, da FM 94.

Fátima disse existir uma afinidade muito grande entre PT, PSD e PDT em torno da presidente Dilma Rousseff. “Nós temos uma afinidade muito grande que é Dilma, que é o governo federal. Eu disse à presidenta Dilma, na hora que terminou a solenidade nós fomos fazer uma foto e eu disse a ela que Carlos Eduardo foi o primeiro prefeito, fora os do PT, a defender o apoio à senhora. Então a afinidade que nós temos, Dilma, o palanque do PSD e do PT é um palanque 100% Dilma”, afirmou a petista, antes de falar sobre a consolidação do palanque Robinson/Fátima.

Sobre a aliança com Robinson, Fátima afirmou que o sentimento é de consolidação. A petista lembrou que o diretório municipal de Natal já oficializou apoio à candidatura de Robinson, e que, agora, resta a confirmação pelo diretório estadual. O prazo para o fechamento de alianças é junho. “Eu diria que o nosso sentimento hoje é de consolidação da aliança com o PSD, liderado pelo vice-governador Robinson Faria e pelo deputado Fábio Faria. O diretório de Natal já tomou a decisão defendendo exatamente a aliança com o PSD, o diretório estadual deve corroborar essa decisão do diretório de Natal e, portanto, a parceria está muito firme, as conversas bastante avançadas”, ressaltou.

Sobre a candidatura de Robinson a governador, Fátima Bezerra afirmou que o presidente do PSD tem se mostrado um obstinado, inclusive dedicando tempo para estudo e elaboração de projetos para o Rio Grande do Norte. “O desejo de Robinson é realmente poder dar ao Rio Grande do Norte outra perspectiva, fazer com que o Estado possa ter um governo que tenha como rosto central a promoção do desenvolvimento econômico e social do nosso Estado”, afirmou a petista, destacando que o projeto Robinson governador visa a sintonizar o Estado com o projeto de transformações sociais que ao longo desses últimos 12 anos vêm acontecendo no Brasil sob a liderança do governo do PT e aliados.

A petista, entretanto, reconheceu que o palanque do PT com o PSD, para ser competitivo, necessita da presença de outros partidos, principalmente para propiciar melhores condições para a eleição de deputados federais e estaduais. “A gente caminha realmente para consolidar a aliança, agora, tanto o PSD como o PT, nesse momento, tem também outros desafios, como, por exemplo, agregar parceiros. Nós vamos ter uma conversa hoje com o PDT, vamos ter uma nova conversa com o PC do B e vamos conversar com outros partidos. É importante que nós possamos agregar mais forças políticas para essa caminhada, que nós sabemos que é uma caminhada política muito desafiadora”.

“Em 2012, PMDB quis evitar que o PT apoiasse Carlos Eduardo”

Ao defender o apoio do PDT ao palanque formado por PSD e PT, a deputada Fátima Bezerra salientou que o PMDB, que disputa com esse palanque o apoio do prefeito de Natal, foi adversário ferrenho do prefeito Carlos Eduardo nas eleições de 2012, inclusive tendo atuado fortemente nos bastidores em Brasília para evitar que o PT não apoiasse o pedetista no segundo turno da eleição em Natal.

“O deputado Agnelo Alves sabe de todas as tratativas que eu fiz naquele momento junto à direção nacional do PT, porque, naquele momento, houve uma disputa PDT e PMDB, e o PMDB daqui se mexeu demais para evitar que o PT a nível local apoiasse a candidatura de Carlos Eduardo para o segundo turno”, disse a petista, ainda na FM 94.

Segundo a líder do PT no Rio Grande do Norte, “o desejo de receber o apoio do PDT é muito forte”, vez que “nós tivemos uma participação fundamental no segundo turno das eleições e ele sabe disso, assim como, no primeiro turno, o vice-governador Robinson Faria foi o primeiro a chegar, inclusive dando a Carlos Eduardo, naquele momento, uma condição muito estratégica na campanha dele que era ter tempo de televisão”.

Fátima ressaltou, ainda, o perfil progressista de Carlos Eduardo, que, segundo ela, “vive fazendo um esforço para firmar a sua trajetória com independência, se apresentando como uma liderança política com trajetória de político de perfil progressista, o que é bom para o contexto do RN”, declarou, apontando que, na verdade, o PT espera o apoio não apenas do prefeito de Natal, mas do PDT como um todo, já que o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT), tem dito que votará nela.

“Nós sabemos do respeito que Carlos Eduardo tem pela nossa história, pela nossa trajetória, o respeito que tem pela dedicação que esse mandato tem tido enquanto parceira do desenvolvimento sustentável de Natal. Mas eu quero dizer que não é só o prefeito não, é o PDT. Nós temos uma relação muito boa. A gente fala só de Natal, mas a gente esquece que Maurício Marques está aqui em Parnamirim, no terceiro colégio eleitoral, sendo outro grande gestor que nós temos”, declarou a petista.

Sobre os investimentos do governo federal na capital, Fátima fez questão de deixar claro que não é por isso que ela espera o apoio de Carlos Eduardo. “Essa questão do governo federal, primeiro, não adianta ter Fátima, Henrique, o ministro ou seja lá quem for, se não tem o governo federal. Ontem Natal recebeu mais de R$ 500 milhões do Orçamento Geral da União, que é dinheiro, digamos assim, sem contrapartida, investimento direto. Sem contar que o dinheiro que a prefeitura pegou, que vai elaborar o seu projeto executivo, para captar mais de R$ 500 milhões que vai ser exatamente para o BRT. Mas o desejo que nós temos de receber o prefeito Carlos Eduardo não é porque eu sou parceira de Natal. Isso é minha obrigação; isso é o meu dever. Carlos Eduardo sabe que no primeiro mandato dele, também contou 100% com o meu mandato como conta hoje”, finalizou Fátima.

Compartilhar:
    Publicidade