Fecomércio avaliará movimento do comércio durante os jogos da Copa – Marcos Aurélio de Sá

- O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, conduzirá na próxima segunda-feira uma reunião para avaliação sobre…

- O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, conduzirá na próxima segunda-feira uma reunião para avaliação sobre o horário de funcionamento do comércio no dia do primeiro jogo do Brasil e no dia do jogo em Natal.

– A reunião, que acontecerá na sede da Federação do Comércio, contará com a participação de diretores da Fecomércio, da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal e representantes da Associação dos Empresários do Alecrim e dos shoppings centers.

– “O intuito da reunião é apresentar a visão dos empresários e avaliar o movimento do comércio natalense durante os jogos realizados em Natal e os da seleção brasileira. Também deveremos definir se será mantido o horário anteriormente acordado, ou se haverão mudanças”, explica Marcelo Queiroz.

– Em reunião anterior ficou estabelecido que nos dias de jogos em Natal o comércio funcionaria normalmente. A modificação fica restrita aos dias de jogos do Brasil, quando o comércio de rua fecha duas horas antes, e não reabre após os jogos.

– Os shoppings definiram individualmente seus funcionamentos, mas em geral fecham uma hora antes dos jogos da seleção brasileira e reabrem uma hora depois.

– Já os supermercados suspendem as atividades 30 minutos antes e voltam a trabalhar normalmente 30 minutos depois de cada partida.

Companhias aéreas não podem cobrar taxa de embarque no novo aeroporto

– Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as companhias aéreas não podem cobrar dos passageiros a taxa de embarque dos voos partindo do Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante. E quem pagou poderá exigir o dinheiro de volta.

– Pelas regras estabelecidas pela Anac, a cobrança da taxa de embarque do novo aeroporto só poderá ocorrer depois da conclusão de todas as obras – que está previsto para outubro.

– A assessoria de imprensa da Anac informou que nos próximos dias divulgará as regras de devolução dos valores pagos até agora.

Azul Cargo anuncia novo terminal de cargas no aeroporto de São Gonçalo

– A Azul Cargo, unidade de cargas da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, anuncia novo terminal de cargas no aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

– Cinco dias após migrar seus voos para o novo aeroporto, distante 26 km da capital potiguar, a companhia transfere também suas operações cargueiras.

– Com mil metros quadrados e capacidade de movimentação de mil toneladas por mês, em sistema verticalizado, o novo projeto vai proporcionar um incremento em relação ao potencial atual de operação da unidade de negócios da Azul em Natal.

– “A inauguração do novo terminal no aeroporto de São Gonçalo do Amarante ilustra o desenvolvimento da Região Nordeste e o compromisso da Azul em apoiar o desenvolvimento da região. Natal é uma cidade reconhecida e através de ações como esta desejamos fazer parte do sucesso e desenvolvimento econômico potiguar”, afirma Claudio Fonseca, diretor da Azul Cargo.

– Na nova loja, os clientes poderão se informar sobre todo o portfólio de produtos e serviços da unidade de cargas da Azul, dentre eles o serviço “porta a porta”, por meio do qual as encomendas são retiradas em sua própria casa e entregues no destino desejado.

Governo do RN apresenta potencialidades econômicas à representantes de Camarões

– O Governo do Rio Grande do Norte, representado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e AGN/Central do Investidor, se reuniu nesta sexta-feira com a presidente da Agência de Desenvolvimento Turístico da República de Camarões, Chantal Lewat, para uma apresentação das potencialidades econômicas do Estado.

– Durante o encontro, a representante da República de Camarões demonstrou bastante interesse pelos empreendimentos de carcinicultura e energias renováveis (eólica e biomassa) implantados no RN.

– De acordo com a gerente da Central do Investidor, Liene Marques, ficou firmado o compromisso de novos contatos serem feitos após o período da Copa do Mundo para estudos de parcerias e transferência de conhecimentos entre os representantes do país e instituições do RN.

Prefeitura elabora roteiros turísticos que valorizam práticas sustentáveis

– Aproveitando a realização da Copa do Mundo em Natal, a Prefeitura e o Governo do Estado elaboraram roteiros turísticos que valorizam as práticas sustentáveis em seus produtos e serviços.

– A ideia é levar os turistas a locais onde eles possam desfrutar do convívio com a natureza e práticas sustentáveis.

– Em Natal foram selecionados sete roteiros, que incluem os centros de artesanatos, o centro histórico, museus, Fortaleza dos Reis Magos, entre outros. Ambientes naturais, com destaque para o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, que está inserido numa zona de proteção ambiental, também são sugeridos.

– Os roteiros podem ser acessados no http://www.passaporteverde.org.br/eucuido/roteiros/#65.

Animal símbolo da Copa do Mundo ganha plano de preservação da espécie

– Com o início da Copa do Mundo no Brasil, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promove o Plano de Ação Nacional (PAN) para a conservação do Tatu-bola, mascote oficial do evento.

– O PAN Tatu-bola tem como objetivo a redução do risco de extinção do Tolypeutes tricinctus, o tatu-bola-do-Nordeste, e a avaliação adequada do estado de conservação do Tolypeutes matacus, o tatu-bola-do-Centro-Oeste.

– O Tatu-bola faz parte de um grupo de 11 espécies de tatu existentes no Brasil e é primo do tamanduá e das preguiças. As principais ameaças à sobrevivência são a caça predatória e a destruição do habitat causada pela expansão da agropecuária.

– Ele ganhou esse nome pois tem três cintas móveis no dorso, que o permite fechar completamente sua carapaça, formando uma bola. E esse é seu mecanismo de defesa contra predadores naturais.

– O T. tricinctus, espécie exclusivamente brasileira, vive nos ambientes da caatinga e cerrado e integra a Lista Oficial das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, classificada como ‘em perigo’, e a Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), na categoria ‘vulnerável’.

– A meta do ICMBio, durante os cinco anos de vigência do plano, é reduzir o risco de extinção do T. tricinctus, elevando-o, pelo menos, à categoria de ‘vulnerável’.

– Já o T. matacus habita o Pantanal e áreas vizinhas de cerrado, porém é mais comum na Bolívia, Argentina e Paraguai. Com o PAN, esta espécie será melhor estudada, uma vez que encontra-se na categoria Dados Insuficientes, por falta de informações em sua área brasileira.

Compartilhar:
    Publicidade