Federer sofre para vencer francês e fará final de veteranos na Austrália

O suíço encaixou nada menos do que 20 aces e cometeu apenas 3 duplas faltas

Roger Federer comemora após vencer o francês Jeremy Chardy e se classificar para a final do ATP de Brisbane. Foto: Divulgação
Roger Federer comemora após vencer o francês Jeremy Chardy e se classificar para a final do ATP de Brisbane. Foto: Divulgação

O suíço Roger Federer tem tudo para começar muito bem o ano de 2014. Neste sábado, ele venceu o francês Jeremy Chardy, número 34 do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (3/7) e 6/3, em quase 2 horas de jogo, e se classificou para a final do ATP de Brisbane contra o australiano Lleyton Hewitt.

O atual número 6 do mundo teve algumas dificuldades na partida, mas estava muito preciso no fundamento do saque. O suíço encaixou nada menos do que 20 aces e cometeu apenas 3 duplas faltas. Já o seu adversário, conseguiu aplicar apenas 4 pontos de saque.

Caso vença a final do ATP de Brisbane, Federer já terá igualado o ano de 2013, quando conquistou apenas um título na temporada inteira (foi campeão no ATP de Halle, em junho). O suíço, ex-número 1 do mundo, já disse que espera uma temporada diferente em 2014 e sonha em voltar a vencer um Grand Slam.

Nesta final, Federer fará um duelo de veteranos com Hewitt, que também já foi número 1 do mundo (em 2001). Ambos os tenistas têm 32 anos e um currículo bastante vitorioso no passado, mas vivem um presente de incertezas. Um título logo no primeiro torneio do ano pode ser o combustível que Federer e Hewitt estejam buscando para a temporada.

O duelo entre os dois já é bastante conhecido. Foram nada menos do que 26 partidas, com ampla vantagem para o suíço, que venceu 18 e perdeu apenas 8.

O australiano também teve que suar para vencer a sua semifinal. Ele só desbancou o japonês Kei Nishikori após 2 horas e 30 minutos de jogo, ao vencer por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/4 e 6/3.

Compartilhar:
    Publicidade