Felipão é quarto em ranking de maiores salários dos técnicos da Copa

Felipão recebe aproximadamente R$ 8,8 milhões anuais

Foto: Diuvlgação
Foto: Diuvlgação

O diário britânico Daily Mail publicou nesta quarta-feira, véspera do início da Copa do Mundo, a lista com os treinadores mais bem pagos da competição, e ranqueou o brasileiro Felipão como o quarto mais valorizado.

Segundo o levantamento publicado pelo Daily Mail, Felipão recebe aproximadamente R$ 8,8 milhões anuais, bem menos do que o líder da lista dos mais ricos, que surpreendentemente não dirige nenhuma potência candidata ao título da Copa. O mais bem remunerado entre os 32 treinadores que trabalharão no Mundial é o italiano Fabio Capello, comandante da Rússia. Para dirigir a seleção do leste europeu, o profissional recebe cerca de R$ 25 milhões anuais.

Destaque

A medalha de prata no quesito já está no peito do comandante de uma seleção que veio ao Brasil com status de potência para brigar pela taça: Roy Hodgson. O técnico da Inglaterra tem vencimentos anuais na casa dos R$ 13 milhões. Completando o pódio dos mais bem pagos aparece justamente o comandante do time que irá enfrentar a Inglaterra na primeira rodada da Copa.

Cesare Prandelli, da Itália, engorda seus cofres com R$ 9,5 milhões a cada ano que passa à frente da Azurra. Atrás de Felipão, o quarto da lista, mais uma surpresa. Ottmar Hitzfeld, da Suíça, é o quinto mais bem pago, com salários anuais de R$ 8,3 milhões, um pouco à frente de Joachim Low, da Alemanha (R$ 8 milhões) e de Vicente Del Bosque, técnico campeão mundial com a Espanha (R$ 7,5 milhões por ano).

Completam o top 10 dos treinadores mais bem pagos da Copa do Mundo Louis Van Gaal, da Holanda (R$ 6,1 milhões), Alberto Zaccheroni, do Japão (R$ 6 milhões) e Jurgen Klinsmann, dos Estados Unidos (R$ 5,8 milhões). Os dois mais “pobres” da lista dos 32 técnicos são James Appiah, de Gana (R$ 560 mil) e Miguel Herrera, do México, adversário do Brasil na primeira fase do Mundial (R$ 465 mil).

Compartilhar:
    Publicidade