Felipão encerra ciclo e deixa decisão sobre futuro nas mãos da CBF

Felipão não foi xingado em coro, mas ocorreram muitas manifestações isoladas contra o treinador

Técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, após derrota contra a Holanda. Foto: Divulgação
Técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, após derrota contra a Holanda. Foto: Divulgação

O técnico Luiz Felipe Scolari disse que, assim como combinado desde o início da Copa do Mundo, entregará o cargo e deixará a decisão sobre seu futuro nas mãos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ele disse ter encerrado um ciclo já pré-determinado e vai esperar a entidade tomar posição sobre a sua permanência ou não.

“Quem tem que decidir é o presidente. Já estava decidido ao final da competição que nós entregaríamos o cargo ao final da competição, era o que íamos fazer. E ele tem a grande capacidade de fazer a analise. É um assunto que não vou discutir”, afirmou, se negando a comentar qual seria a sua decisão.

A declaração de Luiz Felipe Scolari cria expectativa na reunião que será realizada na próxima semana entre o treinador e alta cúpula da entidade. O presidente José Maria Marin e o seu sucessor Marco Polo Del Nero sinalizaram após a goleada por 7 a 1 sofrida para a Alemanha interesse em conversar por uma renovação. Porém, uma nova derrota categórica na decisão de terceiro lugar contra a Holanda, neste sábado, por 3 a 0, pode mudar esta postura.

Felipão não foi xingado em coro, mas ocorreram muitas manifestações isoladas contra o treinador. Fora isso seu nome foi vaiado quando anunciado no telão do Estádio Mané Garrincha.

A cúpula da CBF viaja ainda neste sábado para o Rio de Janeiro para acompanhar a final entre Argetina e Holanda. Uma conversa com Felipão só será realizada no começo da semana, quando o técnico apresentará relatórios e passará as impressões sobre o trabalho iniciado em 2013.

“Eu já disse que quando nós começamos tínhamos o prazo para entregar e vamos fazer isso junto ao relatório final”, finalizou.

Fonte: Terra

Compartilhar: