FIART apresentará atrações que irão do forró aos grupos de danças

Com o tema A Originalidade Dá Forma a Novas Oportunidades, a Fiart pretende movimentar Natal

Gêneros variados permeiam a programação cultural da Fiart. Foto: Canindé Soares
Gêneros variados permeiam a programação cultural da Fiart. Foto: Canindé Soares

Um dos principais eventos do calendário cultural potiguar, a 19ª Feira Internacional de Artesanato começa nesta sexta (24) com expectativa de público em torno de 68 mil visitantes, em seus 385 stands com artesãos locais, nacionais e de quinze países. Eventos como o Salão e o Seminário do Artesanato Potiguar, Oficina e Salão dos Mestres, Prêmio Vitrine do Artesanato, Festival de Danças Folclóricas, tribos indígenas Pataxó e Fulni-ô, praça de alimentação e shows artísticos atrairão profissionais da área e curiosos por produtos gerados na primeira expressão artística do homem. O evento prossegue até o dia 02 de fevereiro no Pavilhão das Dunas do Centro de Convenções.

Gêneros variados permeiam a programação cultural da Fiart. Estão previstas apresentações de música eletrônica, do Trio de Forró Santa Maria, Trupi Ashaki Cia de Dança, Quadrilha Arraiá Rei do Baião, grupo cultural Dialetos, grupo pastoril Renascer, encerrando com a banda de música do 3º Distrito Naval, Maiorais do Forró e banda Perfume de Gardênia. Para Clécio Alves, músico e professor universitário, o que a feira oferece vai suprir a necessidade das pessoas de ter um complemento durante a visitação, com negócios e entretenimento lado a lado.

“É importante ter música em todo lugar. E numa feira de artesanato então, nem se fala. O que gostei quando vi os nomes, foi que tem atrações locais de vários estilos, para todos os gostos. Eu, particularmente, quero ver os grupos de dança”, diz Clécio. Ele se refere ao sábado, dia em que grupos circenses e bandas musicais darão o tom – na agenda tem o grupo cultural da Fundação José Augusto, grupo de arte Dança Enigma, Academia Evidance, Grupo Raízes Potiguar, banda de música Trampolim da Vitória e os shows de Carlinhos Zens e Forró Meirão.

Com o tema A Originalidade Dá Forma A Novas Oportunidades, a Fiart deste ano pretende movimentar um valor acima do que foi comercializado em 2013 (R$ 5,7 milhões). Ainda que o caráter internacional a credencie como uma das principais do Nordeste, um dos focos é valorizar a produção local. Por isso, além dos 60 estandes adquiridos pelo Governo do Estado e distribuídos entre artesãos do interior, músicos locais compõem a grade de atrações. No domingo, o trio de forró Santa Maria, a Orquestra Sanfônica de Parelhas, Macambiras, banda de música de Extremoz, Cacetada do Forró e Banda Anos 60 (foto) prometem som, durante o final de semana, até às 22h.

Compartilhar:
    Publicidade