Após incidentes, Fifa resolve aumentar segurança dentro e fora do Arena das Dunas

Arena das Dunas já foi palco até de briga entre torcedores dos EUA

Seguranca-Copa-JA

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Após o “padrão Fifa” de segurança ter sido burlada em diversas oportunidades na primeira semana da Copa do Mundo, a entidade máxima do futebol se reuniu nessa sexta-feira (20) com os órgãos que fazem parte do Mundial e viu a necessidade de tomar algumas providências para que os fatos não ocorram mais até o final da competição.

“Representantes do Ministério da Justiça, da Defesa, do Esporte, da FIFA e do COL se reuniram nesta sexta-feira no Rio de Janeiro para fazer uma avaliação da operação de segurança após uma semana de disputa da Copa do Mundo da FIFA. Durante a reunião foi reafirmado o conceito integrado de segurança e foi feita uma análise detalhada das operações de segurança nos estádios. Como resultado desta avaliação foi decidido reforçar a segurança do perímetro dos estádios (pessoal e físico), além do aumento da presença de segurança pública para controle de acesso (mag&bags) e segurança privada (stewards) nos 12 estádios”, destacou a Fifa em nota oficial.

O principal fato que deixou a mandatária do futebol mundial “nervosa” foi a invasão de 200 torcedores do Chile ao Maracanã na última quarta-feira (18), quando a seleção daquele país enfrentava a Espanha. Sem ingressos, eles conseguiram entrar no estádio depois de destruir uma grade no portão 9 da entrada B. Eles passaram pela sala de imprensa, deixando um rastro de destruição com vidros quebrados e divisórias derrubadas. Ali, 23 torcedores foram detidos por seguranças. O grupo que escapou chegou à arquibancada, e alguns invasores conseguiram entrar no gramado. Ao final de toda a confusão, 88 torcedores foram presos e obrigados a deixarem o país em 72 horas (eles têm até 0h deste domingo para cumprir o determinado, caso contrário serão multados).

Em Natal, apesar de nenhuma ocorrência de maior gravidade ter acontecido, uma das grandes preocupações tem sido o fato de muitas pessoas, sem ingresso, conseguirem entrar na área externa do Arena das Dunas, inclusive participando das atividades da chamada “Fan Zone”. “Nós já falamos desse problema para o COL. Isso é perigoso. Muitos que entram sem ingresso podem entrar com más intenções. Eles tanto podem roubar, como podem também passar informações para alguém que estiver do lado de fora. A segurança pública tem feito o seu papel, mas infelizmente a integração com os responsáveis pela segurança dentro do estádio e nessas áreas externas não tem funcionado da maneira correta”, afirmou o delegado Roberto Andrade, coordenador da delegacia que funciona dentro do Arena das Dunas em dias de jogos em Natal na Copa do Mundo.

Apesar de considerar o Mundial tranquilo até agora, Roberto frisou que pequenas ocorrências foram registradas nas três partidas já realizadas. “Quando as pessoas entram no Arena das Dunas elas ficam maio descuidadas, se distraem um pouco, pois acham que estão em um local que nada vai acontecer. Porém, independentemente da segurança do local, é sempre bom se cuidar, pois tem sempre alguém observando e esperando a distração de alguém para agir. Aqui já registramos alguns furtos de celulares, por exemplo. Teve um caso que a pessoa estava comprando o lanche e deixou o celular na bancada para pegar o dinheiro, nesse momento alguém passou e pegou o celular. Um simples descuido”.

Ao final do jogo entre Estados Unidos e Gana, dois torcedores americanos brigaram na saída do Arena, entretanto, Roberto destacou que nenhuma ocorrência de agressão foi feita na delegacia. “Não temos nenhum registro de brigas ou desentendimentos. Se teve, nada chegou até a polícia”.

Ação maior contra cambistas

Principal jogo em Natal na Copa do Mundo, Itália x Uruguai, que acontece na próxima terça-feira (24), no Arena das Dunas, ganhou contornos de “mata-mata”. Com os dois times com três pontos no Grupo D, uma das duas seleções estará eliminada após o confronto, com os italianos precisando apenas de um empate para se classificar. Por esses motivos, a procura por ingressos aumentou bastante. Porém, no site da Fifa as entradas estão esgotadas, o que aumenta a preocupação da polícia com relação aos cambistas.

“Vamos trabalhar com um efetivo de inteligência e de ações mais ostensivas. A inteligência observando alguma situação suspeita, os policiais de ações ostensivas serão destinados para o local. Estamos fazendo isso desde o início da Copa, mas para o jogo entre Itália e Uruguai sabemos que a procura está grande e a tendência é que os cambistas sejam mais procurados”, afirmou o coronel Francisco Araújo, comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Mesmo que os ingressos sejam apreendidos nessas abordagens, os torcedores não poderão adquirir as tão desejadas entradas. “Os ingressos não são postos para revenda. Eles ficam com a justiça até que o processo contra o cambista seja finalizado”, explicou Araújo.

Compartilhar:
    Publicidade