Fifa confirma investigação do caso da mordida de Luis Suárez

Suárez pode pegar até dois anos de punição

Atacante uruguaio "atacou" italiano Chiellini. Foto: Divulgação
Atacante uruguaio “atacou” italiano Chiellini. Foto: Divulgação

A Fifa oficializou na madrugada desta quarta-feira que abriu uma investigação para julgar a mordida do atacante uruguaio Luis Suárez no zagueiro italiano Giorgio Chiellini, durante confronto entre as duas seleções pela terceira rodada do Grupo D da Copa do Mundo.

“A Fifa pode confirmar que procedimentos disciplinares foram abertos contra o jogador Luis Suárez do Uruguai após um infringimento aparente do artigo 48 e/ou 57 do Código Disciplinar da Fifa durante a partida da Copa do Mundo entre Itália e Uruguai realizada no dia 24 de junho de 2014. O jogador e/ou federação de futebol uruguaia foram convidados a mostrar sua defesa e qualquer evidência em documento que considerarem relevantes até as 17h (de Brasília) do dia 25 de junho de 2014″, afirmou a entidade em um comunicado.

Suárez foi enquadrado no artigo 48, que trata de conduta indevida contra adversários ou outros envolvidos na partida, e no 57, que avalia comportamento ofensivo e fair play. A Fifa também citou que é sua responsabilidade julgar irregularidades que podem não ter sido observadas pelo trio de arbitragem que apitou o jogo e recorrerá aos relatórios dos juízes, declarações das partes e testemunhas, provas materiais, áudio ou gravações de vídeo para avaliar o caso.

Fonte: Terra

 

Compartilhar: