Fifa investiga troca de socos entre Rodrigo Paiva e atacante do Chile

A Fifa vai analisar as imagens e pode punir com suspensões e multas os envolvidos no incidente.

Pinilla foi o responsável pela bola na trave do Brasil no final do segundo tempo da prorrogação, que poderia ter dado a classificação ao Chile. Foto: Divulgação
Pinilla foi o responsável pela bola na trave do Brasil no final do segundo tempo da prorrogação, que poderia ter dado a classificação ao Chile. Foto: Divulgação

O comitê Disciplinar da Fifa está analisando a briga entre jogadores e membros da comissão técnica de Brasil e Chile ocorrida no vestiário do Estádio do Mineirão neste sábado, e nos próximos dias pode anunciar punições aos envolvidos. O diretor de comunicação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rodrigo Paiva, é acusado pelo chefe de imprensa do Chile de ter dado um soco no atacante Mauricio Pinilla.

A confusão teria ocorrido no intervalo da partida entre Brasil e Chile, que acabou com a classificação brasileira no pênaltis (3 a 2) para as quartas de final da Copa do Mundo. A assessora chilena garantiu que há imagens da agressão a caminho do vestiário, após uma discussão entre as comissões técnicas.

Rodrigo Paiva, no entanto, disse que houve um “empurra-empurra” entre as comissões, começada após provocação do auxiliar chileno Sebástian Beccacece, e que apenas empurrou Pinilla para se defender.

A Fifa vai analisar as imagens e pode punir com suspensões e multas os envolvidos no incidente.

Na sexta-feira Rodrigo Paiva já havia criado um mal estar ao responder uma pergunta de um jornalista chileno destinada a Felipão durante coletiva, e pediu respeito à Seleção na suspeita de uma possível ajuda da arbitragem aos donos da casa.

Fonte: Terra

Compartilhar: