Fifa notificará Decolar por se “apropriar” da palavra Mundial associada à Copa

O mais impressionante dessa história toda é uma empresa do porte dessa ainda não ter entendido as restrições

O site de compras de passagens aéreas e pacotes de estadia Decolar.com receberá uma notificação da Fifa por apropriação indevida da Copa do Mundo em promoção. Nos próximos dias a empresa deverá ser notificada a tirar do ar o site “Viva o Mundial”, hospedado sob o domínio www.mundialdecolar.com.

A decisão foi tomada após o blog entrar em contato com a entidade questionando se o Decolar havia fechado acordo com a Fifa, uma vez que o uso da palavra Mundial, diretamente associada à Copa, em promoções comerciais, é uma propriedade apenas ligada a parceiros da entidade. Em resposta, a Fifa afirmou que não havia qualquer acordo comercial entre a entidade e o Decolar, que seria notificado sob o uso indevido da marca da Copa do Mundo para a promoção.

O mais impressionante dessa história toda é uma empresa do porte dessa ainda não ter entendido as restrições que existem para a sua atuação no cenário de um grande evento como Copa do Mundo. Ainda mais quando se trata de uma empresa de serviço de turismo, que tem de tomar ainda mais cuidado para não ser impedida de vender pacotes para o consumidor por erros tão primitivos.

Durante 60 anos, o mercado brasileiro teve a liberdade de fazer o que quisesse em relação à Copa, uma vez que o país não estava no centro das atenções do controle da Fifa. Agora, com o Mundial acontecendo no país, é assustador perceber que as marcas ainda não têm a preocupação em saber o que é possível fazer antes de criar uma campanha para o evento.

O prejuízo que a retirada do ar de uma campanha causa é muito maior do que aquele que ela eventualmente teria se consultasse um escritório de advocacia ou pelo menos o site da Fifa, em que há o guia do que é permitido fazer de promoção sem ser um parceiro da entidade.

Apesar de a Copa parecer um torneio de domínio público, pelo alcance e força que tem, ela tem um dono. E esse precisa zelar pelo uso correto da marca que ele detém.

Um dos legados que a Copa do Mundo pode trazer ao mercado de patrocínio e promoção no Brasil é exatamente a criação de um sentimento de proteção ao evento. É função de quem organiza um torneio cuidar pela boa reputação dele. E isso significa, também, evitar o uso indevido dessa marca.

Abaixo está a foto com a página de abertura do “Viva o Mundial” da Decolar.

hrth

Fonte: Uol

Compartilhar:
    Publicidade