Em funcionamento, Parque da Cidade é aprovado pela população

Aos poucos, natalenses começam a voltar ao Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

Foto: Wellington Rocha
Foto: Wellington Rocha

O Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, na zona Sul de Natal, foi reaberto ao público no início deste mês, após mais de cinco anos fechado, servindo como um novo ponto turístico, cultural e de lazer para a população. Apesar do pouco movimento em função da realização da Copa do Mundo, a administração destaca que o espaço está em pleno funcionamento e está voltando a cair no gosto do natalense.

“Como passamos muito tempo fechado, é comum que o movimento vá aumentando aos poucos. Além disso, os jogos da Copa do Mundo acabaram deixando as pessoas mais em casa. Após esse período de jogos, acredito que o Parque da Cidade voltará a ser mais frequentado”, afirmou Carlos Pereira da Hora, responsável pela administração do Parque, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb).

Na manhã deste sábado, poucas pessoas foram vistas caminhando no local. Mas segundo funcionários, as pessoas preferem ir ao Parque da Cidade no final da tarde para realizar atividades físicas. O militar Christian Ribeiro, 37, aprovou a reabertura do espaço e acredita que a área merece ser mais utilizada pelo povo.

“Antes de ser fechado eu vinha caminhar aqui aos sábados. Agora podemos voltar a utilizá-lo e estou muito satisfeito, até porque aumentou o policiamento e a nossa segurança”, disse. “Geralmente venho correr com um grupo de amigos e todos aprovaram a reabertura do Parque. Isso é uma benção. Acredito que as pessoas precisam de um estímulo para sair de casa, deixar o sedentarismo de lado e aproveitar isso aqui”, afirmou.

A recuperação do Parque Dom Nivaldo Monte foi iniciada em agosto do ano passado e custou cerca de R$ 3,6 milhões. O Parque está sob administração da Semurb e da Funcarte, essa última responsável pelo Memorial da Cidade do Natal e pela torre com um mirante que fica no local, aberto ao público diariamente das 13h às 17h. A ideia é que a Funcarte reforce o número de pessoas trabalhando na torre para, futuramente, ser aberto ao público visitante nos dois turnos.

Para ser reaberto, o Parque da Cidade precisou passar por reestruturação dos sistemas elétricos, hidráulicos e de combate à incêndio, bem como nas áreas de passeio público e dos acessos ao teleférico. A nova estrutura ainda possui uma biblioteca, aberta das 8h às 18h de domingo a domingo e em feriados; um auditório para eventos culturais e Escola de Educação Ambiental.

Segundo Carlos da Hora, todas as estruturas do Parque estão prontas para utilização do público, restando pequenos retoques a serem concluídos brevemente. “São pequenos pontos de adequação. Nada que impeça o funcionamento de alguma atividade ou acesso aos ambientes internos e externos”, afirmou.

O espaço que compõe o Parque da Cidade ocupa 132 hectares entre os bairros de Candelária, Cidade Nova e Pintimbu. A obra do arquiteto Oscar Niemeyer, pode ser vista de longe e de várias partes das zonas Sul e Oeste da cidade, com sua torre de 45 metros de altura, o equivalente a um prédio de 15 andares. Na torre, três elevadores levam os visitantes a um memorial, para a exibição de fotos e vídeos que contam a história da cidade.

Compartilhar: