Flamengo joga na altitude com a obrigação de vencer a qualquer custo

Equipe carioca tem que vencer dois dos três jogos que restam na fase classificatória

Meia Carlos Eduardo deve ter sua última chance no Flamengo. Foto:Divulgação
Meia Carlos Eduardo deve ter sua última chance no Flamengo. Foto:Divulgação

Restou ao Flamengo buscar uma vitória na altitude de 3,6 mil metros de La Paz para não ver a classificação às oitavas-de-final da Copa Libertadores mais distante. Nesta quarta-feira, às 22 horas, o Rubro-negro tem a dura missão de enfrentar o Bolívar-BOL, no Estádio Hernando Siles, pela quarta rodada do Grupo 7.

Até agora, o time carioca não conseguiu apresentar um futebol convincente. Nem mesmo na única vitória sobre o Emelec-EQU, por 3 a 1. O sinal de alerta foi ligado, após o inesperado tropeço contra o Bolívar, por 2 a 2, na rodada passada, que o deixou com quatro pontos, na segunda posição.

O time boliviano, por sua vez, ainda não conquistou uma vitória, mesmo depois da boa atuação no Maracanã. Caso consiga fazer a altitude de La Paz, o time pode deixar o Mengo para traz e entrar na briga por vaga, já que é o lanterna, com dois pontos.

Nova chance

O volante Cáceres e o meia Elano, contundidos, serão os principais desfalques do Flamengo. No treino, no CT do Blooming, Amaral e Carlos Eduardo substituíram os dois, respectivamente. Carlos Eduardo, aliás, receberá uma nova chance na equipe após mais de dois meses sem ser titular. O jogador foi contratado no ano passado como grande reforço, mas ainda não engrenou e tem sido criticado pela torcida.

Graças às lesões de Cáceres e Elano, Carlos Eduardo receberá novamente uma chance entre os 11 que entrarão em campo justamente em uma das partidas mais importantes do ano para a equipe. Ciente da responsabilidade e do clima que envolve um jogo de Libertadores, ele se disse pronto para uma “guerra”.

“Eu vou enfrentar esse jogo como uma guerra. É uma oportunidade, tenho recebido muito apoio de todos e respaldo da diretoria. Até dos torcedores, aos poucos. Tenho a cabeça tranquila e vou me doar ao máximo pelo Flamengo. Se não for tecnicamente, será correndo bastante”, declarou.

Mistério no Bolívar

Com reforços, problemas e dúvidas, o técnico espanhol Xabier Azkargorta não quis revelar qual será o time titular. O lateral Edemir Rodríguez sofreu uma lesão no joelho e está fora. Também contundidos, o lateral Eduardo Moya e o atacante Gerardo Yecerotte. Já o meia Walter Flores e o atacante William Ferreira se recuperaram de problemas físicos e voltam.

Se a escalação é uma incógnita, o mesmo não se pode dizer de como será a postura do Bolívar. Aproveitando-se da altitude, o time promete fazer um jogo intenso e de velocidade para tentar matar o jogo e também desgastar o time rubro-negro.

“Vai ser uma verdadeira final para os dois times. Sabemos que se não ganharmos este jogo, praticamente nos despediremos da Copa. E se eles (Flamengo) não ganharem, se colocarão em uma situação muito difícil para poder classificar”, disse.

Fonte:Futebol Interior

Compartilhar: