Flávio Rocha prevê aumento das vendas no varejo, apesar da retração do crédito – Marcos Aurélio de Sá

- O empresário natalense Flávio Rocha, presidente do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo, entidade que representa algumas dezenas…

- O empresário natalense Flávio Rocha, presidente do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo, entidade que representa algumas dezenas das mais importantes empresas do comércio varejista atuantes no país), acredita que, apesar da desaceleração sofrida em julho último, as vendas em geral deverão crescer durante os meses de agosto, setembro e outubro a um ritmo ao redor de 3 por cento, na comparação com os resultados do mesmo período de 2013.

– Segundo os números apurados pelo Índice Antecedente de Vendas do IDV, o varejo de bens não duráveis – que responde em sua maior parte pelas vendas de super e hipermercados, foodservice e perfumaria – apresentou aumento de 0,11 por cento em julho, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Em relação aos próximos meses, a expectativa é de crescimento de 1,7 por cento em agosto e setembro e 1,6 em outubro.

– Já o setor de bens semiduráveis (que inclui vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos) ficou acima do IAV em julho, com estimativa de crescimento acelerado para os próximos meses, de 6,6 por cento em agosto, 6,2 em setembro e 7,6 em outubro.

– Segundo Flávio Rocha, os primeiros sete meses de 2014 apresentaram indicadores expressivamente superiores aos de 2013, com média de crescimento do IAV-IDV de 4,6 por cento, contra 2,3 no ano passado, mostrando assim um crescimento do varejo bastante superior ao PIB nacional.

– Mas, para ele, o cenário macroeconômico se mantém com alta da inflação, apesar da desaceleração verificada em julho. E isto continua minando o poder de consumo e a confiança do consumidor, o que acarreta, por parte do sistema financeiro, maior rigor na concessão de crédito direto ao consumidor.

 

Centro de Empreendedorismo da UnP abre as portas para incubação de empresas

– Enquanto no Brasil a cada 100 empresas abertas 24 fecham as portas antes de completar dois anos, no Rio Grande do Norte este número melhora um pouco, subindo para 29.

– Mas, segundo dados do Sebrae/RN, a taxa de sucesso de novas empresas apoiadas por incubadoras melhora significativamente, chegando a elevar para 80 por cento sua sobrevivência após os dois anos.

– Com base nessa conclusão do Sebrae, a direção da Universidade Potiguar (maior universidade privada do Estado), deu carta branca para que o seu Centro de Empreendedorismo criasse a “Incubadora Empreende”, a ser oficialmente lançada neste dia 25.

– O projeto visa dar suporte às empresas criadas por alunos e egressos dos cursos de graduação e pós-graduação da UnP, oferecendo-lhes consultoria em áreas como gestão, planejamento, contabilidade, assessoria jurídica, etc., de modo a ajudá-los a transformar ideias em negócios inovadores e sustentáveis. Para tanto, as empresas contarão com apoio de laboratórios e infraestrutura tecnológica para o desenvolvimento de produtos, segundo explica Carolina Montenegro, que atuará como coordenadora da Incubadora.

– Dois editais serão lançados do dia 25. O primeiro, de Pré-Incubação, dará apoio para consolidação de ideias por meio da modelagem de negócios e terá duração de seis meses. Já o segundo, de Incubação de Empresas, preparará as empresas para vencer os desafios do mercado no período de até dois anos.

 

6,8 mil veículos vendidos com financiamento no RN durante mês de julho

– Pelos dados divulgados neste início de semana pela Cetip (empresa que opera nacionalmente como integradora das instituições do mercado financeiro), no mês passado foram comercializados mediante concessão de financiamentos um total de 6.849 veículos automotores no Rio Grande do Norte, 57 por cento dos quais – 3.878 unidades – representados por automóveis de passeio.

– O movimento de vendas financiadas apresentou no período um aumento de 19 por cento, na comparação com o mês anterior, e uma queda de 10 por cento sobre igual período do ano passado.

– Em linhas gerais, em julho foram comercializados com financiamentos no RN: 1.711 motocicletas; 1.059 veículos comerciais leves; 172 caminhões; e 26 ônibus.

– Na soma dos primeiros sete meses do ano, foram financiados 46.081 veículos automotores em todo o Estado, o que representou pouco mais de 7 por cento do total comercializado na região Nordeste, mediante a concessão de créditos..

 

“Cidadão preocupado com futuro de nossos netos e bisnetos”

– Do leitor Francisco das Chagas Loiola Gomes, a coluna recebeu na manhã de hoje a seguinte mensagem via internet:

– “Digno Jornalista Marcos Aurélio de Sá,

– “Parabéns pelo seu artigo interessante e verdadeiro publicado na edição de ontem, sob o título ‘É possível reverter ou desacelerar a marcha da cubanização do Brasil?”.

– “Peço vênia para externar minha preocupação com o Decreto Presidencial 8.243, de 23 de maio de 2014, que transforma o Brasil num ‘Estado Bolivariano’. E tomo a liberdade de repassar-lhe, em anexo, um documento sobre Gramsci.

– “Cordialmente, Francisco das Chagas Loiola Gomes, um cidadão preocupado com o futuro de nossos netos e bisnetos.”

 

Petrobras entregará prêmio “Melhores Fornecedores” da Unidade de Operações RNCE

– A Petrobras, por meio da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio Grande do Norte e Ceará (UO-RNCE) realizará em Natal, na próxima terça-feira (dia 26), às 19:00 horas, a solenidade alusiva à 15ª. Edição do Prêmio Melhores Fornecedores de Bens e Serviços.

– Promovido desde 1999, o Prêmio avalia as etapas do processo de fornecimento de bens e serviços à Petrobras, constituindo-se numa demonstração pública de reconhecimento aos seus fornecedores.

– Nove categorias serão premiadas: quatro como fornecedores de bens e cinco como fornecedores de serviços. A iniciativa busca valorizar as empresas que prestam serviços ou fornecem materiais com qualidade técnica, logística e comercial, seguindo os padrões de segurança, meio ambiente e saúde da Petrobras.

 

Conab promove leilões de frete para remover milho das regiões produtoras para o NE

– A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza hoje duas operações de leilão de frete, e promoverá mais uma no próximo dia 28, com vistas à remoção de 93 mil toneladas de milho em grão, a granel, para abastecer os armazéns da estatal nos Estados da região Nordeste, cujos estoques estão zerados há vários meses.

– A expectativa dos executivos da Conab é de que o milho para venda a preço subsidiado aos agropecuaristas do Rio Grande do Norte cadastrados no Programa Vendas em Balcão voltará a ficar disponível a partir de setembro.

Compartilhar: