Forbes divulga lista das 15 famílias mais ricas do Brasil, liderada pela Marinho

As 15 famílias mais ricas do Brasil possuem cerca de US$ 122 bilhões, equivalente a 5% do PIB do País

Família Marinho tem fortuna de US$ 28,9 bilhões. Foto: Divulgação
Família Marinho tem fortuna de US$ 28,9 bilhões. Foto: Divulgação

A revista Forbes divulgou uma lista com as 15 famílias mais ricas do Brasil. De acordo com a revista, a família Marinho, detentora das Organizações Globo, é a mais rica do País, com uma fortuna estimada em US$ 28,9 bilhões – divididos entre os irmãos Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho e José Roberto Marinho.

De acordo com a revista, as 15 famílias mais ricas do Brasil possuem cerca de US$ 122 bilhões, o equivalente a 5% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas) do País.

Segundo a revista, no primeiro ranking de bilionários, publicado em 1987, apenas três brasileiros foram relacionados: Sebastião Camargo (Camargo Correa), Antonio Ermírio de Moraes (Grupo Votorantim) e Roberto Marinho (Organizações Globo). Atualmente 65 brasileiros fazem parte da lista.

A revista ressalta que ter nascido em famílias com grandes fortunas é a melhor maneira de alcançar status bilionários no País. Isso porque, dos 65 bilionários brasileiros no ranking da Forbes, 25 são parentes de sangue, com oito famílias possuindo membros na mais recente classificação.

Confira as 15 famílias mais ricas do País, segundo a Forbes:

FAMÍLIA FONTE DA RENDA VALOR
Marinho Organizações Globo US$ 28,9 bilhões
Safra Banco Safra US$ 20,1 bilhões
Ermírio de Moraes Grupo Votorantim US$ 15,4 bilhões
Moreira Salles Setor bancário US$ 12,4 bilhões
Camargo Camargo Correa US$ 8 bilhões
Villela Setor Bancário US$ 5 bilhões
Maggi Soja US$ 4,9 bilhões
Aguiar Setor Bancário US$ 4,5 bilhões
Batista Carne bovina US$ 4,3 bilhões
Odebrecht Diversificada US$ 3,9 bilhões
Civita Grupo Abril US$ 3,3 bilhões
Setúbal Banco Itaú US$ 3,3 bilhões
Igel Gás e petroquímicos US$ 3,2 bilhões
Marcondes Penido Estradas US$ 2,8 bilhões
Feffer Grupo Suzano US$ 2,3 bilhões

 

Fonte: Terra

Compartilhar: