Fragata parte do Recife para resgatar indonésio atacado por tubarão em alto mar

A vítima perdeu muito sangue e teve um corte de 15 centímetros na parte posterior do braço direito, mais especificamente no músculo tríceps

65u545uu5u

O tripulante do pesqueiro japonês que foi atacado por um tubarão em alto mar nessa terça-feira (10) ( a cerca de 500 quilômetros da costa pernambucana) foi mordido dentro do barco, ao tentar recolher o animal. “Segundo relatos das pessoas que o trouxeram, o pescador, ao jogar a rede, viu um tubarão e achava que o peixe já havia morrido. No entanto, ao ser recolhido para o barco, o animal reagiu e terminou agredindo a vítima com uma mordedura de grande extensão”, disse o médico cirurgião geral e vascular Eli Marcos, durante coletiva de imprensa no Hospital da Restauração, na manhã desta quarta-feira, no Recife.

O homem, identificado apenas como Sunarko, de 43 anos, foi socorrido por um médico, um enfermeiro e um membro da tripulação e, já no Recife, passou por uma cirurgia delicada e ainda corre risco de morrer, revelaram os médicos. De acordo com os médicos Eli Marcos e Clark Vieira, o indonésio perdeu muito sangue e teve um corte de 15 centímetros na parte posterior do braço direito, mais especificamente no músculo tríceps. Segundo os médicos, ele não perdeu o braço, mas pode perder um pouco do movimento do membro. Também há risco de infecções.

De acordo com Clark Vieira, Sunarko chegou ao HR consciente e com o braço enfaixado. “Não havia mais sangramento, mas a musculatura juntamente com o nervo foram lavados, devido ao alto grau de contaminação suspeita. Fizemos um tratamento de irrigação com um soro de lavagem para depois proceder para a sutura, costurar o nervo que foi partido para que ele pudesse restaurar ao máximo a função neurológica que foi perdida pelo trauma”, explicou.

Uma fragata da Capitania dos Portos foi enviada ontem para atender a vítima, com um médico à bordo. O socorro a Sunarko foi pedido por volta das 2h30 desta terça, ao Terceiro Distrito Naval, em Natal, Rio Grande do Norte. O navio, porém, estava no Recife devido à Copa do Mundo.

 

Fonte: NE10

Compartilhar: