Francisco José assume Prefeitura e projeta mudanças na administração

Prefeito promete viajar para buscar recursos para projetos da cidade

5rty54y45y45y

Francisco José Júnior, do PSD, é, oficialmente, o novo prefeito de Mossoró. Na noite desta quinta-feira, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado, o peessedista tomou posse no cargo que já ocupava desde novembro, mas como prefeito interino. E o que muda com a oficialização? Muita coisa. Afinal, agora, ele poderá, por exemplo, viajar e buscar recursos para o município em Brasília.

Antes, a interinidade no cargo e a falta de substitutos oficiais impediram missões fora da cidade. “Eu não podia me ausentar por muito tempo para não deixar o município sozinho, agora posso ir atrás de recursos com mais tranquilidade”, afirmou o prefeito mossoroense.

Além disso, o prefeito deverá anunciar na próxima segunda-feira (2), algumas mudanças na gestão municipal. Comenta-se em Mossoró, inclusive, que Gustavo Rosado estará na lista de membros do novo secretariado. Ele é ex-secretário-chefe do Gabinete Civil de Mossoró, na gestão da irmã, Fafá Rosado (PMDB) e chegou a ser multado na campanha de 2012, porque teria beneficiado a ex-prefeita Cláudia Regina, apoiada por ele no último pleito.

No evento, que empossou também o vice-prefeito, Luiz Carlos, do PT, algumas autoridades políticas do Estado, sobretudo, aqueles que ajudaram a elegê-lo, como a ex-prefeita Fafá; o deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM); o vice-governador Robinson Faria (PSD) e a deputada federal Fátima Bezerra (PT).

“Ficarei na história como o prefeito mais jovem, como o mais votado e o que teve a maior maioria, mas nada disso me envaidece porque sei que Deus me colocou aqui para uma missão”, comemorou Francisco José, que foi empossado diante dos olhos dos juízes Ana Clarisse Arruda e Herval Sampaio, que trabalharam durante a eleição suplementar – Herval foi o responsável por não dar o registro de candidatura Cláudia Regina (DEM) e Larissa Rosado (PSB).

QUESTÕES JUDICIAIS

Vale lembrar que, mesmo tendo o registro de candidatura deferido, Francisco José também foi alvo de algumas decisões judiciais ou representações de chapas adversárias – inclusive, de Cláudia Regina e Larissa Rosado. Parte das ações, no entanto, já foram negadas pela Justiça Eleitoral antes mesmo da diplomação e da posse do prefeito.

“Durante o pleito eu não visitei nenhum equipamento público, nem respondi a nenhuma crítica”, relembrou o prefeito que, mesmo assim, teve que responder a denúncias referentes a suposto uso da máquina pública municipal em benefício próprio.

Compartilhar:
    Publicidade