Galvão Bueno corneta Fifa: “Arnaldo, mostra pra eles como é que se faz”

Galvão Bueno manteve sua empolgação no jogo da seleção brasileira

Galvão critica linha da impedimento da Fifa no terceiro gol do Brasil. Foto: Divulgação
Galvão critica linha da impedimento da Fifa no terceiro gol do Brasil. Foto: Divulgação

Galvão Bueno teve uma atuação discreta na vitória do Brasil sobre Camarões por 4 a 1, nesta segunda-feira, no estádio Mané Garrincha. O narrador utilizou seu tradicional bordão “haja coração” e vibrou com a classificação da Seleção Brasileira. Sem nenhum jogador para criticar, a Fifa acabou se tornando o grande alvo do jornalista durante a transmissão da Rede Globo.

O primeiro lance aconteceu aos 15min, quando Neymar recebeu um empurrão com a jogada já terminada. Galvão mostrou insatisfação após o juiz não mostrar o cartão amarelo ao camaronês e criticou a Fifa, por não repetir o momento no telão do estádio. “A Fifa não mostra nada de polêmico, como se o futebol já não fosse polêmico”, ironizou. Após a cutucada, o narrador aproveitou para explicar que “a geração de imagens é feita por uma empresa contratada pela entidade máxima do futebol”.

Outra cornetada do jornalista surgiu após o terceiro gol do Brasil, marcado por Fred, em posição duvidosa. No replay da transmissão, a linha do impedimento foi traçada de forma errada, o que irritou Galvão. “Queremos deixar claro que a Fifa é quem opera as imagens e eles já falaram que esse tipo de lance era passivo de erro”, reforçou.

Após produzir uma nova arte, Galvão foi enfático: “a Fifa está errada. O Fred não está impedido. Nós não podemos colocar agora, mas depois mostraremos essa linha bonitinha para vocês. Vai lá, Arnaldo, mostra para a Fifa como é que se faz”, finalizou o narrador.

Fonte: Terra

Compartilhar: