Seleção de Gana expulsa Muntari e Boateng por indisciplina

Agressão teria contra Moisés Armah, membro da administração da seleção ganesa, seria o motivo do afastamento

Muntari foi acusado de agredir um membro da delegação ganesa e está fora da Copa. Foto: Divulgação
Muntari foi acusado de agredir um membro da delegação ganesa e está fora da Copa. Foto: Divulgação

Horas antes da partida contra Portugal, às 13h (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, a seleção de Gana afastou por tempo indeterminado dois jogadores de seu elenco: Sulley Muntari e Kevin-Prince Boateng.

De acordo com uma declaração no site da Associação de Futebol de Gana, a suspensão ocorreu por indisciplina. Boateng, do Schalke 04, foi expulso por “insultos verbais vulgares dirigidos ao treinador Kwesi Appiah durante a sessão de treinamento da equipe em Maceió”, e o meia do Milan Muntari foi afastado por “ataque físico não provocado a um membro do comitê executivo”.

Esta agressão teria ocorrido na terça-feira, contra Moisés Armah, membro da administração da seleção ganesa.

Nesta semana os jogadores de Gana já haviam reclamado da falta de pagamento do bônus prometido, e até ameaçaram não entrar em campo nesta quinta-feira contra Portugal, mas o governo enviou mais de US$ 3 milhões para colocar os valores em dia.

Fonte: Terra

Compartilhar: