Ganga Impura, the night – Alex Medeiros

Flagrantes sociais e culturais no lançamento ontem à noite do livro “Ganga Impura”, dos poetas Volonté e Cura D’Ars, um…

Flagrantes sociais e culturais no lançamento ontem à noite do livro “Ganga Impura”, dos poetas Volonté e Cura D’Ars, um evento que entrou para o calendário etílico-literário da aldeia de Cascudo e está repercutindo mais do que a derrota de Dilma no segundo turno.

Resenha e tragos que avançaram pela madrugada adentro depois que torcedores do América, Flamengo e Botafogo se inseriram no contexto cultural da Praça das Flores para acompanhar a classificação épica dos três clubes.

Com um dos autores (Cura) ausente, já que precisou ir a Paris autografar a edição em francês na livraria Shakespeare & Company, o vate Volonté cuidou de atrair a multidão que se formatou desde as primeiras horas da noite. Até Alex Nascimento interrompeu a hibernação vespertina para se fazer presença e arrebatar o autógrafo do seu amigo e tiete.

Os mestres Ticiano Duarte e Armando Negreiros representaram a seleta comunidade dos imortais literários do estado, juntando-se ao matraquear sobre pesquisas eleitorais que pipocou no recinto depois que o repórter Dinarte Assunção e o economista Zeca Melo anunciaram os números dos institutos Ibope e Datafolha.

O empresário Paulo Coelho vestiu-se num brilho de anfitrião e foi paparicado por todos pelo mecenato assumido com a edição do livro, o primeiro de muitos que ele pretende bancar entre os bairros natalenses e os arrondissements parisienses. Seus sócios Newton Coelho e Sergio Cirne aprovaram o milionário orçamento da festa e prometeram uma parceria sem hora e século para acabar.

Dos primeiros minutos de abertura do sarau até o encerramento por volta da 1h da madruga, o papo rolou alto em rodas paralelas, com alguns dos mais profundos leitores da terra fazendo a leitura e interpretação dos poemas de pecado e de virtude da dupla. Pio Morquecho traduziu em tempo real para o espanhol, Mario Barreto para o inglês, Arimatea Fernandes para o latim e Ismael Wanderley para o aramaico.

O jornalista Janio Vidal e o empresário Flavio Azevedo trocaram impressões filosóficas sobre o conteúdo subliminar do livro e depois abriram um debate sobre os rumos da eleição presidencial no segundo turno, o tempo todo sob os olhares do médico Kleber Morais, do corretor Luiz Almeida e do engenheiro Delevan Soares.

Numa outra mesa e contexto, os empresários Tarcisio Barros e Ronaldo Azevedo misturaram ao uísque conversas paralelas sobre a queda de Aécio Neves e a subida dos preços do tiragosto, enquanto Chopp, Dequinha, Vivi e Vem Vem traçavam pipoca Bokus enquanto liam um verso quebrado de Cura D’Ars e ouviam uma piada de José Dias Junior.

Depois de muitos litros de uísque e umas cinco centenas de livros autografados, o regabofe literário a céu aberto foi invadido pelo fanatismo futebolístico de muitos. Os resultados inesperados conquistados por América, Flamengo e Botafogo deram o tom da bagunça e do barulho que quebraram o sossego da noite. Foi tanto grito e palavrões que nem deu tempo de Kleber Morais, Coró e eu perceberem que o Botafogo havia se classificado.

Que noitada, senhoras e senhores! (AM)

Marina presidente

A exato um mês da eleição, Marina Silva alcançou definitivamente Dilma Rousseff nas pesquisas Ibope e Datafolha e segue na onda para vencer no segundo turno com a adesão quase que total do eleitorado de Aécio Neves, que rejeita radicalmente o PT.

Subindo

Marina subiu mais 4 pontos no Ibope, enquanto Dilma conseguiu resgatar 3 pontos dos muitos que havia perdido. Na tendência do segundo turno, a candidata do PSB tem quase uma metade de um Nordeste de maioria sobre a adversária petista.

Desespero

A campanha de Dilma entrou na fase do vale-tudo para frear a onda Marina. Nas redes sociais, seus cães de aluguel e os perfis falsos (fakes) passaram a atacar a honra de Eduardo Campos num ato desesperado de atingir a candidata que o substituiu.

Virada

Nos estados, a campanha de Marina vai estabelecendo viradas dos candidatos que a apoiam sobre os candidatos que apoiam Dilma. Em Pernambuco, o que parecia impossível aconteceu: Paulo Câmara encostou de vez em Armando Monteiro.

Wilma senadora

A onda Marina também já faz estragos no RN depois da sua entrada na propaganda de TV de Wilma de Faria (PSB). Nos monitoramentos internos das campanhas, Wilma já desgrudou de Fátima Bezerra (PT) em Natal e vai botando vantagem no interior.

Improbidade

A manchete da quinta página de ontem deste JH dominou algumas conversas nas muitas rodas formadas na Praça das Flores, em Petrópolis. A denúncia do MP contra o deputado Nélter Queiroz (PMDB) foi uma das muitas bombas do dia de ontem.

Bombas

Foi um 3 de setembro agitado, uma quarta-feira explosiva em vários segmentos, a começar pelas duas rodadas de pesquisa do Ibope e Datafolha. E houve também a goleada argentina, a classificação de América, Botafogo e Flamengo… E Nélter.

Compartilhar: