Garibaldi Filho confirma apoio do PMDB à candidatura de Larissa

Peemedebistas deverão indicar nome do candidato a vice-prefeito

RTJTRJTEJE

Alex Viana

Repórter de Política

O ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB), confirmou a aliança do PMDB com o PSB também para as eleições suplementares em Mossoró. Durante encontro do PMDB nesta sexta, em Natal, o ministro afirmou que, além da aliança para nível estadual, PMDB, PSB e outros partidos irão apoiar a candidatura da deputada estadual Larissa Rosado (PSB) para prefeita de Mossoró. “Aliança do PMDB com o PSB também está certa em Mossoró e o PMDB vai apoiar Larissa”, afirmou o ministro.

As eleições suplementares no município estão agendadas para o próximo dia 4 de maio. As convenções ocorrem entre os dias 2 e 6 de abril. Para compor com o PSB, o PMDB indicou o atual presidente da Câmara Municipal de Mossoró, o peemedebista Alex Moacir. Nesta semana, a presidente do diretório municipal do PMDB, Izabel Montenegro, esteve em Brasília, onde articulou junto às cúpulas do PMDB e do PSB o fechamento da chapa e da aliança.

Com isso, o palanque estadual em torno da candidatura do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, para governador, que conta com a presença na chapa da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PSB), candidata ao Senado, e do próprio deputado federal João Maia (PR), como vice, deverá se repetir em Mossoró, em apoio à chapa de Larissa e Alex para prefeita e vice da cidade.

Na eleição mossoroense, outras candidaturas são articuladas. O prefeito interino, Silveira Júnior (PSD), também deseja disputar a eleição suplementar. Ele articula com o PT e outros partidos o fechamento de uma coligação. Tradicional liderança política da cidade, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) também deverá apoiar um candidato. Nos meios políticos mossoroenses, fala-se no nome da atual secretária estadual de infraestrutura, Kátia Pinto, candidata a prefeita com apoio de Rosalba.

CONFIRMAÇÃO

Sobre o evento dessa sexta, Garibaldi afirmou não se tratar de lançamento de candidatura – ressalva feita por todos os líderes políticos – mas sim, debate com os membros do partido. “Lançamento de candidatura só vai acontecer com a convenção. Mas está absolutamente confirmado o apoio dos membros do partido a essa coligação”, disse.

Compartilhar:
    Publicidade