Garota é brutalmente espancada por “valentão” em briga de trânsito

Letícia Amaral Ribeiro, de 22 anos, teve o maxilar quebrado e traumatismo facial

Letícia não se recorda de quantos socos levou após ter desmaiado. Foto:Divulgação
Letícia não se recorda de quantos socos levou após ter desmaiado. Foto:Divulgação

Letícia Amaral Ribeiro, de 22 anos, e o namorado Rafael, foram agredidos após pedir passagem para o motorista de um carro que bloqueava o acesso de uma rua do centro comercial de Alphaville. Letícia teve traumatismo facial e o maxilar quebrado.

Letícia afirma que a agressão não teve motivos:

“Meu namorado buzinou pra ele sair e ele achou ruim e nos agrediu. Começou a dar soco, murro no meu namorado, não deixou nem ele descer. Eu desci para tentar apartar e ele me jogou no chão”.

Segundo a garota, o agressor, Vinícius Fujimori, de 20 anos, olhou para ela e continuou a agressão:

“Não vi se ele fez mais alguma coisa porque eu desmaiei”.

Um boletim de ocorrência foi registrado e na delegacia a família descobriu que há outras queixas registradas contra Fujimori, que justificou a agressão como legítima defesa.

Letícia e Rafael são pais de um bebê de três meses, que estava no banco de trás do carro no momento da agressão. A mãe não pode amamentar em função dos fortes remédios que está tomando até passar por cirurgia para reconstruir o maxilar.

Ela também conta que o bebê não tem dificuldades de reconhecê-la devido aos ferimentos no rosto.

A mãe de Letícia conta que o agressor é lutador de jiu-jitsu e que usou o corpo como arma:

“Pra mim foi uma tentativa de homicídio”.

Fonte:R7

 

Compartilhar:
    • Gelson Lirio

      Esse caso precisa ser investigado.

    • Gelson Lirio

      JUSTIÇA!