Garota e padrasto são encontrados mortos e acorrentados à árvore

Loanne Rodrigues cursava Enfermagem em universidade de Anapólis

Loanne Rodrigues da Silva Costa e o padrasto foram encontrados mortos, amarrados em uma árvore. Foto:Divulgação
Loanne Rodrigues da Silva Costa e o padrasto foram encontrados mortos, amarrados em uma árvore. Foto:Divulgação

Uma jovem e seu padrasto foram encontrados mortos e acorrentados pelos pés a uma árvore na terça-feira em Pirenópolis (GO), a quase 100 quilômetros de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, os dois possuíam mutilações na barriga que teriam sido causadas por dinamite. “A perícia já nos adiantou isso e que havia vestígio de pólvora nos corpos e no entorno”, contou o policial Alessandro Curado Pinto.

Loanne Rodrigues da Silva Costa, 19 anos, e Joaquim Lourenço da Luz, 47 anos, estavam desaparecidos desde a segunda-feira. Eles tinham sido deixados de carro no Morro do Frota, uma área de preservação ambiental, pela mãe da garota para tirarem fotografias do local.

Como os dois não retornaram, a mãe acionou o Corpo de Bombeiros. As buscas na região seguiram até por volta de 1h. Por causa da chuva, os trabalhos foram interrompidos e retomados no dia seguinte. Por volta do meio-dia, amigos da garota encontraram as vítimas.

Durante a perícia, testemunhas contaram à polícia que suspeitavam que a dinamite e a corrente tinham sido retirados da pedreira administrada por Lourenço da Luz. A polícia deve começar a colher depoimentos nesta quarta-feira e não descarta que o crime tenha sido cometido por vingança. “Há três anos a menina foi perseguida e agredida chegando em casa. Ela levou uma paulada da cabeça. Um vizinho viu e o agressor fugiu”, disse Pinto.

A garota cursava Enfermagem na UniEvangélica, em Anapólis. Ontem, a universidade postou no Facebook uma mensagem onde lamenta o assassinato e se diz enlutada pelo ocorrido. Amigos também criaram a página Luto Loanne Rodrigues para homenagear a jovem.

Fonte:Terra

Compartilhar: