Gastos de Rosalba com pessoal e encargos sociais aumentam em mais de R$ 1 bilhão

O Governo de Rosalba Ciarlini gastou, e muito, neste ano que passou com "pessoal e encargos sociais", segundo o Portal

Rosalba Ciarlini atrasou o pagamento devido à frustração de receita aliada ao crescimento das despesas. Foto: Divulgação
Rosalba Ciarlini atrasou o pagamento devido à frustração de receita aliada ao crescimento das despesas. Foto: Divulgação

Se você perguntar para quase a totalidade dos servidores das administrações direta e indireta do Estado, o ano de 2013 não teve o que comemorar. Além dos salários completamente congelados, ainda se viu o atraso no pagamento, algo que não ocorria há décadas. Contudo, de acordo com o Portal da Transparência, em 2013, o Governo de Rosalba Ciarlini gastou, e muito, neste ano que passou com “pessoal e encargos sociais”. Foram mais de R$ 4,4 bilhões com isso, o que dá mais de R$ 1 bilhão a mais que em 2012.

Ainda de acordo com o Portal da Transparência, é possível constatar que o principal motivo dos gastos de pessoal e encargos sociais, como já esperado, foi com “vencimentos e vantagens fixas – pessoal civil”, ou seja, salários, que chegou ao patamar de R$ 1,8 bilhão. Relembra-se que, neste ano que passou, o Governo do Estado atrasou quatro vezes o pagamento dos salários, “reprogramando” o depósito dos salários em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Com isso, sobraram apenas 4,24% para investimentos; 9,23% para amortização da dívida; 4,19% para inversões financeiras e 1,16% para juros e encargos da dívida. É importante lembrar que o Portal da Transparência é onde estão os dados “oficiais” de receita e despesa do Governo do Estado. E, com ele, é possível constatar que a gestão Rosalba Ciarlini realizou, em 2013, R$ 6,607 bilhões em pagamentos (registrados, pelo menos, até o momento).

Os R$ 4,4 bilhões gastos com pessoal em 2013 é 15 vezes maior que o montante investido pelo Executivo Estadual no mesmo período. Afinal, segundo o Portal da Transparência, foram apenas R$ 280 milhões investidos no ano passado. Se comparado a 2012, será possível constatar que até houve um aumento do Governo Rosalba Ciarlini com relação ao investimento, uma vez que no ano retraso se investiu “apenas” R$ 255 milhões.

O problema é que os gastos com pessoal e encargos sociais cresceram bem mais. Em 2013, foi mais de R$ 1 bilhão maior que os R$ 3,338 bilhões registrados no ano anterior. Isso representa um aumento de mais de 30% nos gastos com pessoal e encargos sociais, segundo o portal da transparência. Em 2012, o Governo destinou 56% para esse tipo de despesa do Executivo. No ano que acaba de se encerrar, o gasto representou 66,89%.

Porém, é bem verdade que o Governo do Estado não conseguiu transformar esse aumento de gastos em satisfação para os servidores estaduais. Afinal, além de não conceder qualquer reajuste financeiro e sem implantar, também, os aguardados planos de cargos, carreiras e salários, a gestão Rosalba Ciarlini ainda atrasou os pagamentos de setembro, outubro, novembro e dezembro. Ou melhor: reprogramou os pagamentos, deixando parte dos servidores com salários pagos só no início do mês seguinte.

Compartilhar: