Golpistas provocam ligações perdidas para enganar usuários

A organização orienta os consumidores a não retornarem o contato para números estranhos e desconhecidos

Quando o usuário retorna o contato, ele liga, sem saber, para um serviço de entretenimento adulto. Foto: Divulgação
Quando o usuário retorna o contato, ele liga, sem saber, para um serviço de entretenimento adulto. Foto: Divulgação

Ao ver que há uma ligação perdida no celular, uma atitude comum dos usuários é retornar a chamada para o número, sanando sua curiosidade. Esse comportamento, no entanto, pode fazer com que a pessoa caia em uma armadilha e receba cobranças indevidas na conta. É o que aponta a entidade Better Business Bureau, que atua no ramo de direitos do consumidor.

De acordo com a organização, os golpistas programam computadores para fazer ligações aleatórias a diversos locais do mundo.  A chamada então dura apenas um toque e é encerrada, incitando a curiosidade.

Quando o usuário retorna o contato, ele liga, sem saber, para um serviço de entretenimento adulto. Esta ligação é tarifada automaticamente em US$ 20 (cerca de R$ 48). Segundo a Bureau, a pessoa não recebe nenhum aviso sobre a cobrança. Essa prática é chamada de “cramming”.

A organização orienta os consumidores a não retornarem o contato para números estranhos e desconhecidos. Outra sugestão da Bureau é que os clientes sempre fiquem atentos ao valor de suas contas e questionem as operadoras sobre serviços desconhecidos.

Esses golpes teriam origem, principalmente, de países como Republica Dominicana, Jamaica, Ilhas Virgens Britânicas e Granada. A Comissão Federal de Comércio (FTC, em inglês) e a Comissão Federal de Comunicações (FCC, em inglês) nos Estados Unidos já receberam diversas reclamações sobre esse tipo de golpe e abordam o assunto em seus sites.

 

Fonte: Uol

Compartilhar:
    Publicidade