Governo da Argentina entrega lista de torcedores violentos ao Brasil

Lista traz os nomes de torcedores com antecedentes de violência, os chamados 'barra bravas' na Argentina

7yi76i67i76ii5i5

O governo da Argentina entregou às autoridades brasileiras uma lista com os nomes de torcedores com antecedentes de violência, os chamados ‘barra bravas’, para cooperar com a segurança durante a Copa do Mundo.

Em entrevista coletiva, o secretário de Cooperação do Ministério de Segurança argentino, Darío Ruiz, adiantou que proibirá a saída do país daqueles torcedores com pendências judiciais, enquanto será ‘um atribuição exclusiva do Brasil permitir ou não a entrada’ dos ‘barra bravas’ que não respondem a processos na Justiça.

Acompanhado do embaixador argentino no Brasil, Luis María Kreckler, Ruiz detalhou também o plano de segurança que entrará em vigor durante o Mundial.

O esquema de segurança incluirá o envio de agentes da Polícia Federal argentina para o Brasil e o funcionamento, durante 24 horas, dos consulados argentinos no país.

‘Estima-se que cerca de 100 mil argentinos viajarão para o Brasil’, detalhou o embaixador, que também ressaltou que ‘é nossa preocupação estar ao lado deles’.

O anúncio do governo argentino acontece um dia depois que o governador da província de Buenos Aires, a mais populosa do país, antecipou que enviaria às autoridades brasileiras uma lista com os nomes dos ‘barra bravas’ que respondem a processos na Justiça e daqueles que têm a entrada permitida nos estádios.

A violência associada aos torcedores radicais na Argentina já causou 276 mortes desde 1913, segundo um relatório da ONG ‘Salvemos al Fútbol’.

 

Fonte: Exame

Compartilhar: