Governo do RN tem 30 dias para dar coletes balísticos aos policiais do Seridó

Militares afirmam também que a morte de policiais passou a fazer parte do dia-a-dia das corporações

Governo do Estado tem 30 dias para suprir o pleito dos servidores. Foto:Divulgação
Governo do Estado tem 30 dias para suprir o pleito dos servidores. Foto:Divulgação

Policiais e bombeiros militares da região do Seridó obtiveram judicialmente a concessão do pedido de tutela de urgência para o recebimento de coletes balísticos. Estes deverão ser entregues a todos os praças em exercício no 6º Batalhão de Polícia Militar/RN e 3º Distrito de Polícia Rodoviária Estadual/RN, ambos sediados em Caicó. A decisão liminar é do juiz em substituição na Comarca de Caicó, Marcus Vinícius Pereira Junior.

De acordo com a determinação proferida pelo magistrado, o Governo do Estado tem 30 dias para suprir o pleito dos servidores. Em sua decisão, o magistrado estabelece que o descumprimento do prazo acarretará numa multa diária de R$ 5 mil, até o limite de R$ 100 mil, contra a governadora do Estado, Rosalba Ciarlini.
“Quando a multa atingir o limite máximo, a Justiça remeterá ao bloqueio das contas do Estado. E fica claro que o descumprimento da decisão poderá ensejar na responsabilização pela prática de improbidade administrativa e de crime de desobediência, conforme o Código Civil”, explica Marcus Vinicius.
Os policiais militares alegam que o uso de coletes balísticos é imprescindível para a proteção dos agentes em exercício, uma vez ser bastante comum o uso de arma de fogo por parte de criminosos que atacam os policiais em serviço.
No texto do processo, os militares afirmam também que a morte de policiais passou a fazer parte do dia-a-dia das corporações, “enquanto que os bandidos estão cada vez mais bem armados e protegidos com os melhores coletes e com as melhores armas”.
Fonte:TJRN
Compartilhar:
    Publicidade