Governo do PR aciona BNDES para concluir Arena da Baixada

Orçada em R$ 184 milhões, o valor da obra subiu para R$ 265 e, com esse novo valor, fecha a conta final em R$ 330 milhões para a reforma e conclusão da Arena da Baixada

Arena da Baixada é a mais atrasada até aqui e tem até 18 de fevereiro para mostrar melhorias consideráveis. Foto:Divulgação
Arena da Baixada é a mais atrasada até aqui e tem até 18 de fevereiro para mostrar melhorias consideráveis. Foto:Divulgação

No início da tarde desta quarta-feira, o governo do Paraná emitiu uma nota em seu site oficial confirmando o pedido de empréstimo de R$ 250 milhões, sendo R$ 65 milhões para a conclusão da reforma da Arena da Baixada.

Esse valor foi solicitado ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em uma solicitação conjunta entre Estado, Prefeitura e Atlético-PR, com o protocolo realizado neste dia 12. O restante será destinado ao Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE) para atender outros projetos.

“O Governo do Estado do Paraná, a Prefeitura Municipal de Curitiba e o Clube Atlético-PR garantem a adoção de todas as providências necessárias para assegurar a conclusão das obras da Arena da Baixada dentro do prazo estipulado pela FIFA e, portanto, a tempo de sediar os jogos já definidos em sorteio da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014”, afirma o texto.

No dia 18, durante o congresso técnico entre os treinadores das Seleções que disputam a Copa do Mundo, em Florianópolis, a entidade anuncia se a capital paranaense segue ou não como sede do Mundial de 2014.

“As reuniões e entendimentos prévios mantidos com o BNDES nos permitem concluir que a análise na nova operação de crédito terá a necessária prioridade que o assunto merece, para que o fluxo financeiro requerido pelo cronograma de obras não seja interrompido”, completa a nota.

A garantia deste quarto empréstimo, entretanto, ainda não é conhecida. Para isso, o Atlético-PR deve colocar o contrato de naming rights da Arena, em negociação, e/ou um dos terrenos desapropriados pela Prefeitura para ter a liberação.

Tanto o governador Beto Richa quanto o prefeito Gustavo Fruet disseram, recentemente, que não iriam ter mais nenhum gasto com as obras. O clube também manteve a mesma linha e reclamou que não iria bancar o valor sozinho.

Orçada em R$ 184 milhões, o valor da obra subiu para R$ 265 e, com esse novo valor, fecha a conta final em R$ 330 milhões para a reforma e conclusão da Arena da Baixada. Na última parcial divulgada pela CAP/AS, gestora responsável pelas obras, o estádio estava 88,8% concluída.

Fonte:UOL

Compartilhar:
    Publicidade