Grávida perde bebê após ser espancada por marido: “Bati porque botou chifre”

Crime aconteceu em Campos dos Goytacazes, no interior do Estado do Rio de Janeiro

Agressor tentou justificar agressões com suposta traição da mulher. Foto: Divulgação
Agressor tentou justificar agressões com suposta traição da mulher. Foto: Divulgação

Uma mulher grávida de sete meses perdeu o bebê e foi levada em estado grave para o hospital depois de ser brutalmente espancada pelo companheiro, que desconfiava que ela o tivesse traído. O crime aconteceu em Campos dos Goytacazes, no interior do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo vizinhos, a sessão de espancamento durou cerca de 14 horas e foi presenciada pelo filho do casal, de apenas uma ano e três meses de idade.

Para cometer as agressões, o homem usou o cabo de uma enxada. A mulher ainda teria sido agredida com facadas e mordidas. A todo o tempo, o companheiro ameaçava matá-la.

Desde o ano passado, a mulher registrou seis boletins de ocorrência por agressão e ameaça contra o companheiro, identificado apenas como Leandro. Segundo a mãe da vítima, havia três anos que a filha sofria diversas agressões e ameaças.

O homem foi preso e deve responder por lesão corporal grave seguida de aborto.

Em vídeo gravado por um cinegrafista amador no momento da prisão, Leandro tentou justificar as agressões com uma suposta traição da companheira.

“Bati porque ela botou chifre em mim, e eu não aceito isso”.

Fonte: R7

Compartilhar: