Grêmio diz que vai expulsar torcedores racistas se eles forem sócios do clube

Em nota, clube gaúcho repudiou xingamentos racistas a Aranha e disse que vai ajudar autoridades a identificarem torcedores

Aranha e Arouca avisam arbitragem sobre ofensas racistas da torcida do Grêmio na Arena. Foto: Divulgação
Aranha e Arouca avisam arbitragem sobre ofensas racistas da torcida do Grêmio na Arena. Foto: Divulgação

O Grêmio se manifestou por meio de uma nota oficial sobre o episódio de racismo protagonizado por torcedores do clube na quinta-feira, em partida contra o Santos, em Porto Alegre.

O goleiro Aranha ouviu xingamentos como “preto fedido” e “macaco” de alguns gremistas. Segundo o clube, aqueles que forem identificados serão expulsos do quadro social e proibidos de frequentar a Arena.

A “ESPN Brasil” registrou uma imagem de uma torcedora gremista gritando claramente a palavra “macaco” para o goleiro santista. Ela tem sido alvo nas redes sociais e poderia ser expulsa pelo Grêmio, já que não há dúvidas em relação ao teor das suas palavras.

Nota oficial do Grêmio

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense lamenta e repudia o ato de racismo ocorrido na noite desta quinta-feira, durante partida realizada pela Copa do Brasil, na Arena do Grêmio. O Clube se solidariza com o atleta Aranha e com seu clube, Santos, ressaltando que atos como esse são fruto de atitudes individuais e isoladas, que em nada representam a grandiosidade e o respeito da torcida gremista.

Informamos que o Departamento Jurídico do Clube, em conjunto com a administração da Arena, já está tomando todas as medidas possíveis para que os envolvidos neste episódio sejam identificados e para que os materiais disponíveis sejam enviados às autoridades policiais, a fim de tomarem as providências cabíveis no âmbito criminal.

No que se refere às ações administrativas, caso os responsáveis identificados sejam sócios do clube, estes serão imediatamente suspensos do Quadro Social e proibidos de ingressar no estádio.

Reiteramos que o Grêmio tem sido um incentivador de iniciativas que visam coibir esse tipo de crime e que continuará alerta e atuante na luta contra a discriminação racial.

Fonte: IG

Compartilhar: