Grupo de Apoio à Criança com Câncer realiza seu primeiro bazar do ano

Evento está sendo realizado na sede da entidade e segue até amanhã

Como forma de arrecadar mais fundos para a instituição, o Mega Bazar Solidário é realizado de dois em dois meses. Foto: José Aldenir
Como forma de arrecadar mais fundos para a instituição, o Mega Bazar Solidário é realizado de dois em dois meses. Foto: José Aldenir

O Grupo de Apoio à Criança com Câncer do RN (GACC) está promovendo o primeiro Mega Bazar Solidário do ano. As promoções são principalmente com roupas e calçados e começaram nesta quinta-feira (6) e vão até amanhã. O evento ocorre na própria sede da entidade, em Petrópolis.

Como forma de arrecadar mais fundos para a instituição, o Mega Bazar Solidário é realizado de dois em dois meses, todos em épocas estratégicas. “No início do ano o número de doações sempre acaba diminuindo. Então esse bazar nos ajuda a aumentar a nossa renda. Também fazemos no final do ano, no mês das mães. Épocas também que acabam atraindo mais gente. Então podemos falar que esse bazar é muito importante e nos traz muitos benefícios”, destacou Hertell Rocha, gerente do GACC-RN.

Sempre nas semanas próximas do bazar, o GACC intensifica a campanha nas redes sociais através do “Desapego do Closet”. “É uma campanha que fazemos para que as pessoas doem peças que já não usam mais, mas que podem servir aqui para a instituição. Esse primeiro bazar está sendo todo realizado com doações da sociedade, mas também fazemos alguns com uma empresa parceira”, frisou Hertell.

Para a dona de casa Edna Rodrigues, o bazar é sempre uma oportunidade para aproveitar bons produtos em baixo preço. “Eu aproveito para comprar coisas para a família, que estão precisando e para mim também. Pelo preço, os produtos estão ótimos. Além disso, o dinheiro também é destinado para as crianças com câncer”.

Atualmente, 295 crianças estão cadastradas na unidade potiguar do Grupo de Apoio à Criança com Câncer. Juntamente com os responsáveis, todos são mantidos pela instituição. “As crianças ficam hospedadas sempre acompanhadas pelos pais. São servidas seis refeições por dia. Além disso, as crianças são acompanhadas por uma equipe com pedagogo, assistente social, nutricionista e psicólogo. O tratamento pode durar até cinco anos”, destacou Hertell.

A coordenadora conta que atualmente as doações têm sido suficientea para manter o GACC, mesmo que com muito esforço. “Hoje o GACC tem dinheiro para se manter. Todos os meses conseguimos pagar as nossas contas. Mas é sempre uma luta muito grande. Os medicamentos são os maiores custos. Alguns são cedidos pela UNICAT, mas outros o próprio GACC tem que pagar. Não é fácil, mas com o apoio de toda a sociedade nós temos conseguido”.

Para ajudar o GACC, a população pode doar de diversas formas. Indo na sede da instituição, que fica localizada Av. Floriano Peixoto, nº 383. Através dos telefones 3202-0743 e 3221-5684, além da doação em dinheiro através do Banco do Brasil, pela conta número 20608-3 e agência 3293-X.

O usuário de transporte público, ao comprar os vales no Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn), também pode doar o troco, já que mensalmente a SETURN entrega ao GACC os valores arrecadados e juntos fazem uma prestação de contas que fica à disposição dos usuários e expostas nos locais de vendas.

Compartilhar:
    Publicidade