Guardar cerveja do churrasco para marinar carne pode livrar de câncer

Bebida inibe a formação de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, responsáveis por desenvolver tumores colorretais

rtyhreyeyrey

A cerveja pode ter um papel bem mais importante para o churrasco de domingo do que o de deixar as pessoas “mais alegres”. Um estudo realizado por cientistas da Universidade do Porto, em Portugal, mostrou que quando a bebida é usada para marinar a carne, pode diminuir a formação de substâncias potencialmente prejudiciais existentes no alimento – inclusive aquelas que podem desenvolver câncer. A pesquisa foi publicada no “ACS ‘ Journal of Agricultural and Food Chemistry”.

O processo de cozinhar a carne sobre brasas é conhecido por aumentar a produção de substâncias químicas potencialmente perigosas chamados hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAHs), que estão ligadas ao câncer colorretal.

No trabalho, os pesquisadores marinaram carne de porco em três tipo de cerveja (pilser, pilser sem álcool e escura), e depois a grelharam no carvão, em altas temperaturas. A cerveja preta foi a que apresentou efeito mais eficaz, reduzindo os níveis de PAHs em até oito vezes. Na conclusão do estudo, os cientistas disseram que, embora ainda se desconheça a razão exata do efeito, pode ser possível que os compostos antioxidantes da bebida ajam como inibidores das reação de radicais livres que criam o composto cancerígeno.

 

Fonte: O Globo

Compartilhar:
    Publicidade