Hábito de usar celular no banheiro pode antecipar as hemorroidas

Hábito de ficar no celular ou ler sentado no vaso sanitário pode provocar as tão temidas dilatações nas veias da região anal

É melhor repensar o hábito de ficar distraído com o celular depois de evacuar. Foto: Divulgação
É melhor repensar o hábito de ficar distraído com o celular depois de evacuar. Foto: Divulgação

Parece piada, mas não é: o hábito de usar o celular ou ler enquanto evacua pode antecipar as hemorroidas em quem já tem predisposição a ter. O motivo? Depois de fazer cocô, muita gente permanece sentada na mesma posição enquanto termina uma leitura e isso faz uma pressão e um esforço desnecessários, o que dilata as veias do ânus e pode causar o que se muita gente tem e morre de vergonha de contar: as temidas hemorroidas. A recomendação, portanto, é “acabou, levanta”.

Fazer hora no banheiro é coisa antiga, da época dos livros e gibis impressos. Mas a situação piorou bastante com a proliferação dos tablets e smartphones. “Tenho pacientes que mantêm tablets antigos no banheiro, especificamente para isso”, reprova o proctologista Fernando Valério.

O médico explica que evacuar é um ato mais complexo do que se imagina. “Quando se evacua, o corpo estabelece que haverá um relaxamento da região anal. Quando há um relaxamento por muito tempo, o canal fica totalmente preenchido pelas veias da região anal, e isso acaba doendo, sangrando ou pode dar prolapso nas veias (quando elas saem para fora do ânus)”, alerta. Segundo ele, os casos de hemorroidas em seu consultório aumentaram depois de os smartphones se tornarem populares.

Como o banheiro é mesmo um refúgio – muitas vezes o único local em que ninguém é incomodado –, o proctologista Felipe Santos Gomes, do Hospital Balbino, no Rio de Janeiro, sugere uma alternativa.  “Se a pessoa quiser continuar a leitura ou a atividade no celular, que faça sua higiene, feche a tampa do vaso sanitário, sente em cima dela e fique o tempo que quiser, pois assim seria como se estivesse sentado em uma cadeira normal.”

De pai pra filho

O hábito de ler no banheiro é uma mania que começa na infância. Crianças com intestino mais preso ou lento são incentivadas a ler como forma de distração enquanto tentam evacuar, como uma espécie de incentivo para a ida ao banheiro se tornar mais prazerosa. Quando crescem, acabam mantendo o hábito e, se tiverem propensão genética a terem hemorroidas, elas aparecerão bem antes do tempo pré-determinado lá nos genes.

Embora ainda seja um tabu, as hemorroidas são perfeitamente tratáveis, seja com mudança de estilo de vida – hábitos alimentares saudáveis para quem tem um grau leve do problema – ou até cirurgia. O indicado é deixar a vergonha de lado e procurar um médico logo no início dos primeiros sintomas.

Fonte: IG

Compartilhar: