Hemonorte lança aplicativo para smartphones visando aumentar doações de sangue

Ao acessar o sistema a pessoa, doadora ou não, vai visualizar em tempo real o estoque de sangue do Hemonorte e as campanhas que estão sendo realizadas

Aplicativo-Hemoliga---Hemonorte--HD

O Hemocentro Dalton Cunha (Hemonorte), em parceria com a Empresa Hemoliga, lançou na manhã desta quarta-feira (16) o aplicativo Hemoliga, destinado a tablets e smartphones, com o objetivo de integrar pessoas e instituições em prol da doação de sangue. A intenção é que, a partir de agora, aumente o número de doadores voluntários.

Com o aplicativo, a população vai poder saber, instantaneamente, a situação do estoque do banco de sangue. Hoje pela manhã, todos os tipos de sangue estavam com um estoque em nível satisfatório, com exceção do sangue do tipo O negativo, que está baixo.

O sistema Hemoliga partiu da iniciativa de um grupo de amigos que sensibilizados com causas sociais resolveram criar um software que pudesse contribuir com a manutenção e equilíbrio dos estoques de sangue do Hemonorte. De acordo com Thiago Luccas, um dos criadores do projeto, “o objetivo é interagir com as pessoas e mostrar para elas que a doação de sangue é um ato de cidadania e solidariedade. Nós já éramos doadores e nos sensibilizamos pela constante escassez de sangue”.

O administrador Thiago Luccas explica que o aplicativo Hemoliga aproximará o Hemocentro dos doadores. “A instantaneidade com as informações chegará até o doador fará com que alcancemos mais doadores e conseqüentemente uma maior quantidade de todos os tipos de sangue. Acreditamos que o aplicativo mudará o cenário das doações de sangue no Rio Grande do Norte, bem como o comportamento das pessoas que são potenciais doadores”, afirmou um dos idealizadores. O aplicativo foi desenvolvido de forma voluntária.

O Aplicativo dispõe de uma plataforma onde circulam informações de forma rápida, direcionada e inteligente sobre a doação de sangue. Ao acessar o sistema a pessoa, doadora ou não, vai visualizar em tempo real o estoque de sangue do Hemonorte e as campanhas que estão sendo realizadas. Caso a pessoa seja um doador, o Hemoliga envia para o seu email aviso para sua próxima doação. Nele, o doador também terá informações a respeito dos requisitos básicos para doar sangue, bem como os impedimentos temporários e definitivos.

A diretora geral do Hemonorte, Linete Rocha, lembra que a instituição sempre investiu na divulgação e sempre esteve antenada em relação aos novos meios de comunicação de massa. Inicialmente, a divulgação era feita através de panfletos e cartazes, posteriormente ganhou espaço na televisão, internet e, por conseguinte nas redes sociais. Agora, o Hemonorte chega às mídias portáteis.

“O aplicativo é mais uma ferramenta importantíssima que utilizaremos para melhorar cada vez mais nossos serviços. Ele nos permitirá interagir cada vez mais com o doador e nos ajudará na captura de novos doadores. O usuário agora saberá o momento ideal para doar sangue, pois ficará informado em tempo real sobre a real necessidade em relação aos tipos de sangue”, afirmou. A diretora disse que o estoque de sangue para o final de semana prolongado, com o feriadão da Semana Santa, está equilibrado. “Isso não significa que não precisemos de sangue. Estamos abertos, sempre, para receber doações. Nesse feriadão só estaremos fechado na sexta-feira, os demais dias estaremos abertos para receber novas doações”, afirmou a diretora do Hemonorte, Linete Rocha.

O Hemocentro do Rio Grande do Norte é o primeiro a realizar a parceria com o Hemoliga, mas segundo o administrador Thiago Luccas, a ideia é que em um futuro próximo o aplicativo esteja disponível também para os demais hemocentros do país. O aplicativo está disponível na versão Android, IOS e Web. Além do site (www.hemoliga.com.br), o Hemoliga pode ser acessado através da sua página do Facebook (https://www.facebook.com/projetohemoliga).

Segundo Thiago Luccas, a intenção do Hemoliga é criar um novo aplicativo (ou aperfeiçoar o já existente) a fim de contemplar e criar um banco de dados de possíveis doadores de medula óssea. “Com essa nova ferramenta iremos proporcionar oportunidades muito maiores de possíveis doadores compatível para doação. Estamos disponíveis para utilizar esse aplicativo em outras benfeitorias”, afirmou Thiago Luccas.

Compartilhar: