Henrique Alves diz que congressistas não propõem projetos custosos ao país

Falando de improviso, Alves afirmou que não poderia aceitar calado as "injustas" acusações de que os congressistas preparam projetos com prejuízos econômicos ao país

Henrique Alves, Presidente do Congresso Nacional. Foto:Divulgação
Henrique Alves, Presidente do Congresso Nacional. Foto:Divulgação

Minutos depois de ouvir uma mensagem da presidente Dilma Rousseff cobrando responsabilidade fiscal do Congresso, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), reagiu afirmando que o Legislativo não é responsável por armar pauta-bomba, como são conhecidos projetos com impactos financeiros.

Falando de improviso, Alves afirmou que não poderia aceitar calado as “injustas” acusações de que os congressistas preparam projetos com prejuízos econômicos ao país.

“Não posso aceitar calado que se queira imputar um espírito de armar pautas bombas. Nunca houve isso na história dessa Casa. As bombas se armavam lá fora e aqui eram desarmadas”, disse.

E completou: “O debate nessa casa não é para armar bombas. É para trazer aqui o desespero, a aflição e a esperança de cada cidadão brasileiro. Quero reafirmar a todos os demais poderes na harmonia e tem absolutamente a consciência do dever constitucional, sabe os direitos para exercê-los e os deveres para cumpri-los”.

O presidente da Câmara disse ainda que o Congresso não fica constrangidos com os protestos. “As manifestações populares não nos constrangem. Ao contrário: elas continuam sendo a motivação essencial para que continuaremos em busca de melhores soluções para os problemas que o país enfrenta.

Fonte:FSP

Compartilhar:
    Publicidade