Henrique Alves propõe ocupação de regiões com maiores índices de violência‏

Levar a polícia e também políticas públicas relativas a cultura, lazer, educação, saúde, entre outras áreas

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O candidato do PMDB ao Governo do Estado, Henrique Alves, apresentou suas propostas para a área de segurança pública em debate realizado nesta segunda-feira (25) na TV União. Entre as propostas, estão a ocupação de áreas onde há maior índice de violência, a integração das polícias, o combate às drogas, entre outras.

Ocupar as áreas mais afetadas pela violência no Rio Grande do Norte. Mas não só com as forças policiais. Levar a polícia e também políticas públicas relativas a cultura, lazer, educação, saúde, entre outras áreas. De acordo com Henrique, essa será uma medida emergencial, a ser realizada nos primeiros seis meses de Governo, para combater o aumento descontrolado da insegurança no Rio Grande do Norte. A medida foi batizada de Operação 190.

“Precisamos de uma medida emergencial para dar uma resposta imediata para essa escalada da violência no Rio Grande do Norte. Nos primeiros seis meses, vamos levar policiais e políticas públicas para as áreas com maiores índices de violência. Ocupar não apenas com o policiamento ostensivo, mas também com desenvolvimento para essas comunidades”, disse Henrique. Receberão num primeiro momento esse contigente a Região Metropolitana de Natal e Mossoró, onde os índices de criminalidade são mais preocupantes.

Além da ação emergencial, Henrique Alves irá instituir um comitê de gestão integrada de segurança, que responderá diretamente ao gabinete do governador. “Esse comitê será coordenado diretamente pelo gabinete do governador, sendo monitorado passo a passo. Além disso, queremos promover a integração entre as polícias, a Polícia Civil e a Polícia Militar, incluindo também o Corpo de Bombeiros e o Itep. É preciso integrar as polícias e investir na inteligência, na investigação e no combate ostensivo”, explicou.

O candidato explicou que os jovens hoje são as maiores vítimas da insegurança no Rio Grande do Norte hoje. “Os jovens são as maiores vítimas da insegurança, das drogas, e da atração ao mundo do crime. Hoje temos 58 mortes de jovens para cada 100 mil habitantes, um número inaceitável. Natal que já foi uma cidade pacífica é uma das cidades mais violentas do mundo, segundo relatório da ONU”, falou Henrique.

A questão da droga será abordada no governo de Henrique de forma preventiva. Para o candidato, é preciso encontrar meios para se evitar a atração do jovem pelo mundo das drogas. “Políticas preventivas são fundamentais. Precisamos lutar contra esse panorama, onde os nossos jovens estão sendo dizimados e atraídos pelo mundo do crime e pelo mundo da droga, porque hoje nós vivemos um clima de guerra civil”, disse, complementando que a Polícia irá ter acesso à tecnologia e material de trabalho. “O policial precisa ter acesso a armamento, a tecnologia, enfim, sentir-se valorizado e respeitado no seu trabalho cotidiano”, acrescentou.

Em relação às entidades que defendem os direitos dos policiais, Henrique Alves garantiu que irá governar primando pelo diálogo. Quem quiser resolver o problema da insegurança, o primeiro passo é respeitar as entidades. A nossa marca será o diálogo. Teremos o diálogo e a transparência como marca do nosso Governo”, falou.

Compartilhar:
    Publicidade