Henrique: Robinson tem apoio do petista que ameaçou matar Joaquim Barbosa

Pré-candidato do PMDB faz relação entre apoio dado pelo PT a candidatura do vice-governador do PSD

6u65u65uu5

Alex Viana

Repórter de Política

O presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato do PMDB a governador do Rio Grande do Norte, Henrique Eduardo Alves, saiu da defensiva e partiu para o ataque em entrevista concedida ao jornalista Diógenes Dantas. Confirmando a supremacia do seu palanque para as urnas deste ano, com dezenas de partidos, ele afirmou que seu adversário nas eleições deste ano, o vice-governador Robinson Faria (PSD), “já conta com apoio demais”.

“Robinson já tem o PT. Quer apoio maior do que este? Robinson tem o PT, tem Fátima Bezerra e tem o Botocudo, o militante que ameaçou matar Joaquim Barbosa”, afirmou ele, segundo relato do jornalista.

“Botocudo” é uma referência ao ex-secretário de organização do PT de Natal, Sérvolo de Oliveira e Silva, que ficou famoso nacionalmente na semana passada ao ser destaque da revista Veja devido às postagens que fez no Facebook com ameaça de morte ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

É a primeira vez que Henrique parte para o ataque direto a Robinson, a quem, segundo pessoas próximas, consideraria amigo. Amizade à parte, o fato é que Henrique está conseguindo fechar o maior palanque para as eleições deste ano. Ao mesmo tempo, trabalha para isolar as candidaturas de Robinson ao governo e da deputada federal Fátima Bezerra (PT) ao Senado. “A ordem é não deixar nada para Robinson Faria ou para outras candidaturas. E aliados do porte de João Maia, Ricardo Motta, Wilma de Faria e José Agripino têm ajudado na montagem do palanque eleitoral de Henrique Eduardo”, afirmou Diógenes, após conversar com o deputado.

Ao todo, sete ex-governadores deverão estar no palanque de Henrique: Lavoiser Maia (PSB), Vivado Costa (PROS), José Agripino (DEM), Garibaldi Filho (PMDB), Wilma de Faria (PSB), e Rosalba Ciarlini (DEM), se o DEM confirmar apoio à chapa Henrique/ Wilma. Além disso, o palanque contará com a estrutura dos maiores partidos do Estado, sendo eles, PMDB, DEM, PSB, PR e PROS. O PTB, que negociava com Robinson, mudou de viés e já anunciou apoio a Henrique. Ao todo, são mais de cem prefeitos. Enquanto do lado de Robinson, até agora, apenas PSD e PT.

Robinson Faria: “Não interessa ao RN troca de jocosidades”

O vice-governador Robinson Faria, pré-candidato do PSD a governador do Rio Grande do Norte, declarou que o a população do Rio Grande do Norte não quer ouvir troca de jocosidades. Ele reafirmou a pré-candidatura dele ao governo e da deputada federal Fátima Bezerra (PT) ao Senado.

“Não interessa ao Rio Grande do Norte troca de jocosidades”, afirmou o vice-governador, acerca das declarações do presidente da Câmara, que afirmou que Robinson conta com o apoio do PT e do “botocudo”, não precisando de mais nenhum apoio para as eleições deste ano.

Sobre candidatura a governador, Robinson afirmou que continua “tudo normal”. “Está tudo mantido. A caminhada continua. Qualquer notícia fora da união do PSD com o PT e do que foi deliberado são conjecturas e boatos”, destacou.

O presidente estadual do PSD confirmou para este sábado duas outras edições dos seminários regionais com o PT, em Santa Cruz e em São Paulo do Potengi. Em Santa Cruz, o seminário está programado para começar às 10h na Câmara e em São Paulo do Potengi, o encontro dos integrantes dos partidos está marcado para as 16h, também na Câmara.

As reuniões têm como objetivo debater os desafios e potencialidades de cada região do Rio Grande do Norte. Com o tema, “Construindo um novo Rio Grande do Norte” os seminários já tiveram edição no Médio Oeste, no Agreste e na região metropolitana.

 

Compartilhar: